106 anos depois o Carnaval de Loulé voltou a brilhar !

1ª Batalda deFlores 1906

1º Carnaval de Loulé – 1906

Palhaço Carnaval

Loulé Carnaval 2014. Os palhaços que nunca faltam !

Eusebio Carnaval

Homenagem ao Rei Eusébio.

Carro futebol    Carnaval

Loulé Carnaval 2014 – A guerra do futebol.

 

Os primeiros festejos, organizados, do Carnaval de Loulé decorreram em 1906. Chamaram-lhe então CARNAVAL CIVILIZADO DE LOULÉ.
Estes festejos que foram muito participados pela população constavam de uma Matinée no “Teatro Louletano”(no Centro Histório), Batalha de flores e um Bodo aos pobres. O cortejo de carros alegóricos que se realizou na Rua da Praça, entre o Largo dos Inocentes ( actual Largo Gago Coutinho) até às Bicas Novas (Largo Bernardo Lopes) e em cujos passeios limitados por uma corda se encontravam apinhadas de centenas de pessoas, bem como em todas as varandas e janelas dos prédios, foi um êxito. Segundo uma notícia da época o povo “trocou os verdetes, os pós negros, a gema e outras tantas sujidades que estragavam o vestuário, pelo confetti multicolor, pelas serpentinas e pelos bombos, dando-se assim um agradável passatempo nos três dias que eram consumidos em loucuras, e irreverentes divertimentos que quase sempre acarretavam consequências desagradáveis”. Três bandas de música (“Artistas de Minerva” Marçal Pacheco” e “ Progresso Louletano” em três coretos improvisados abrilhantavam os festejos. Os carros e bicicletas ornamentadas com particular esmero por todas as famílias que quiseram participar, representavam de uma forma geral figurações dos diversos sectores do comércio e da industria de Loulé. Aquilo que mais marcou o Carnaval de Loulé desse ano e que lhe iria dar fama nos anos seguintes foi a realização de um Bodo aos pobres no “Terreiro Público em cujos claustros, enorme quantidade de povo apinhado se acotovelava para melhor presenciar o comovente quadro que à vista se lhe ia deparar”. Esta cerimónia que teve inicio, após as Filarmónicas terem ido a casa do Presidente da Comissão, Ventura Barbosa, buscar os quinhões para o recinto do Bodo e onde se encontravam representadas as autoridades administrativas e eclesiásticas, onde não faltaram também os discursos alusivos a tão nobre iniciativa, contemplou 200 esmolas. O Carnaval de 1906 sob o lema “Paz, Amor e Caridade” e a sua Comissão Promotora estavam de parabéns. A receita desta festa foi de 78$20 tendo sido aplicada na sua totalidade para satisfazer pessoas necessitadas.

Fonte: Luis Guerreiro.

4 comentários a “106 anos depois o Carnaval de Loulé voltou a brilhar !

  1. Foi pena o tempo não ter estado de Primavera como está agora. Mas mesmo assim foram muitos milhares que passararm pelo recinto deste belo Carnaval ^^^^^^^^^^^^^^ Zeca

  2. Todo Carnaval Tem Seu Fim
    Los Hermanos

    Todo dia um ninguém josé acorda já deitado
    Todo dia ainda de pé o zé dorme acordado
    Todo dia o dia não quer raiar o sol do dia
    Toda trilha é andada com a fé de quem crê no ditado
    De que o dia insiste em nascer
    Mas o dia insiste em nascer
    Pra ver deitar o novo

    Toda rosa é rosa porque assim ela é chamada
    Toda Bossa é nova e você não liga se é usada
    Todo o carnaval tem seu fim
    Todo o carnaval tem seu fim
    E é o fim, e é o fim

    Deixa eu brincar de ser feliz,
    Deixa eu pintar o meu nariz(2x)

    Toda banda tem um tarol, quem sabe eu não toco
    Todo samba tem um refrão pra levantar o bloco
    Toda escolha é feita por quem acorda já deitado
    Toda folha elege um alguém que mora logo ao lado
    E pinta o estandarte de azul
    E põe suas estrelas no azul
    Pra que mudar?

    Deixa eu brincar de ser feliz,
    Deixa eu pintar o meu nariz (2 vezes)

  3. Tenho sempre um bocadinho de pena quando vejo as festas locais a descaracterizarem-se para se tornarem “carnavais brasileiros”. Não tenho nada contra o carnaval brasileiro..pelo contrário, mas não percebo porque temos de o imitar.
    vejo que nest post salienta a versão mais portuguesa da coisa, mas acho que estas sátiras bem portuguesas iam rodeadas de sambistas….cheios de frio, provavelmente.

    Antonio

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *