Os “ Top Kings” foram a Tunes…

Da direita para a esquerda, Tota - bateria; Sérgio Rodrigues - teclas; Tó Clarerza - guitarra solo; Zé Manel - Vocalista; Barão Carapinha - guitarra ritmo; Pedro Cabeçadas - guitarra baixo

—— É verdade, o conjunto louletano “ Top Kings “ deslocou-se a Tunes para actuar num grandioso Baile de Verão, realizado pelo Clube de Instrução e Recreio Tunense.

—— Só que tudo isto aconteceu em 26 de Agosto de 1967. Mas apesar do tempo decorrido as lembranças desses tempos não se apagaram e como recordar é viver, trazemos aqui neste final de Setembro de 2010 , uma imagem do nosso intitulado Conjunto Académico obtida nessa altura e do interessante programa \ convite que mostra com alguma graça como se faziam alguns folhetos e programas de festas naquela época e que como é sabido se realizavam um pouco por todo o Algarve. Os tempos mudaram e a forma de fazer publicidade também.

—— Fica aqui esta grata recordação musical, sobretudo para nós músicos dos “ Top Kings”, que nos anos sessenta, andámos por montes e vales com instrumentos e pesadas aparelhagens de fraca qualidade às costas, levando a nossa música tal como muitos outros grupos pelo país fora, o fizeram nos Verões de então.

Palma

QUE FIZESTE DO TEMPO ?

Que fizeste do tempo ? Onde perdeste

a lembrança de tanto que lembrar ?….

… A mágoa breve que te fez chorar,

pequenas alegrias que tiveste,

……………………………………………………..

as coisas que que escutaste e que disseste,

horas de tédio, esperanças que alcançar.

Segredos soluçantes ao luar,

manhãs de sol !…os gestos que fizeste.

……………………………………………………..

Que conta dás do tempo ? À tua frente

o infinito e o medo pertinente

do dia que há-de vir. Atrás, perdida,

……………………………………………………..

Toda uma vida que mal enche agora

os sessenta minutos de uma hora

nos sessenta segundos de uma vida….

…………………………………………………………

(a) Fernando Laginha \ poeta louletano – Loulé Dezembro de 1959

(b) Pintura de Vladimir Kush

Uma estrelinha que os guie …..ou as Sereias andam por aí….

Para além do cabelo grisalho, que nos homens dá classe e nas mulheres velhice, o que melhor distingue uns dos outros é o facto deles gostarem de se gabar daquilo que não fizeram, mas gostavam de ter feito, e delas fingirem nunca terem feito aquilo que gostaram de fazer.

Estas teorias do barbeiro, como todas as outras de qualquer profissional que faz da vida o entretém dos outros, “têm o valor que têm”, uma frase que pela vacuidade irrita este vosso filósofo de pacotilha mas que serve de bengala quando nada se tem para dizer.

Aplicando estas teorias à política que temos é possível, em Portugal, ter um senhor que quando foi Primeiro-ministro fez a autópsia da marinha mercante e da frota de pesca e agora, que está a terminar o mandato de Presidente da República, vir a descobrir que o destino de Portugal é o mar. Cabelo grisalho, e tal, ainda alegadamente embeiçado pelas ninfetas que desfilaram em biquíni, no estio terminado, pela praia adjacente à Mariani II, espera que elas deixem crescer a barbatana e se transformem na esquadra naval das sereias portuguesas.

Fiquem bem na protecção do anjinho da guarda e no trilho da estrelinha que os guie.
LNT – Blog A Barbearia do Snr. Luís

Pintura de:  Roberto Ferri

Herman de volta……..

No próximo sábado volta o bom humor e entretenimento de nivel à RTP 1

pois ” Herman 2010″ estará de novo entre nós para alegrar os nossos serões.

Entretanto recordamos aqui um dos seus programas onde tinha lugar a

hilariante rubrica ” Canal Credo”.