5 comentários a “Presépio do Barrocal Algarvio

  1. Quanto ao texto acima publicado o mesmo foi extraído do livro ” Natal no Algarve – Raízes Medievais” do Pe. José da Cunha Duarte. O Desenho é de autoria do nosso caro amigo e José Batista. Esta nota faltou na publicação a que nos referimos e por tal facto aqui ficam as nossas desculpas. Palma

  2. Luísa: Pena é que estas tradições se vão perdendo lentamente. De facto qualquer dia só nos museus as podemos ver. Cá em casa ainda vamos mantendo a do presépio. Não deste estilo, mas um outro um pouco mais «sofisticado ». Na noite de Natal colocarei aqui uma foto. Até lá . Boas Festas. Palma

  3. Que bonitas estas tradições que se perderam. Valha-nos alguns interessados que ainda têm o gosto e a alegria de transmitir as coisas dos nossos avós ao jovens de hoje. Bom Natal para todos. Alan

  4. Acreditai que nenhum mundo, que nada nem ninguém
    vale mais que uma vida ou a alegria de tê-1a.
    É isto o que mais importa – essa alegria.
    Acreditai que a dignidade em que hão-de falar-vos tanto
    não é senão essa alegria que vem
    de estar-se vivo e sabendo que nenhuma vez alguém
    está menos vivo ou sofre ou morre
    para que um só de vós resista um pouco mais
    à morte que é de todos e virá.

    (…)

    Jorge de Sena

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *