A caridade não tem pátria !

Que nunca aconteça, são os nossos votos sobre o tema retratado ou montado na foto que apresentamos e que serve de publicidade à AMI Portuguesa.
A AMI – Fundação de Assistência Médica Internacional, é uma Organização não Governamental portuguesa, com estatuto jurídico de Fundação, privada, apolítica e sem fins lucrativos.
Desde a sua fundação, em Dezembro de 1984, pelo médico cirurgião urologista Fernando Nobre, que a AMI se assumiu como uma organização humanitária inovadora em Portugal, destinada a intervir rápidamente em situações de crise e emergência, tendo o Homem como centro de todas as suas preocupações.
A AMI parte para onde ninguém quer ir, sem olhar a raça, política, religião, filosofia ou posição social.
Ajudemos a AMI Portuguesa. Basta consultar o site da Fundação na Internet.

9 comentários a “A caridade não tem pátria !

  1. Luís Furtado: o que se consegue fazer em fotomontagem, é fantástico.
    Reparei só agora que a programação da RTP Memória hoje era em cheio:
    # 06:15 – Melodias De Sempre
    # 07:00 – E O Resto São Cantigas
    # 08:14 – Frente A Frente – Laura Alves
    # 08:43 – Lisboa, Tejo E Tudo
    # 10:46 – Mariema, Uma Carreira
    # 11:24 – Pisca-pisca
    # 12:23 – Henrique Santana – Nome De Cartaz
    # 13:35 – Cabaret
    # 14:58 – E O Resto São Cantigas
    # 16:11 – Francisco Nicholson, 50 Anos De Espectáculo
    # 17:04 – Toma Lá Revista
    # 19:06 – Falar De…ivone Silva
    # 20:36 – Melodias De Sempre
    # 21:32 – Tributo A Eugénio Salvador
    # 22:46 – Cá Estão Eles

    Por acaso estava interessado em ver ali umas coisas. Mas…. \\ Já chove por cá. Abraço – Palma

  2. Luisa: Na verdade é nossa obrigação sermos solidários. Todos podemos precisar uns dos outros…… Abraço.

  3. Fantástico cartaz. Esta gente que parte para os lugares de maior sofrimento a troco de nada merecem o nosso total apoio e solidariedade.

  4. “Mau dia” Palma, glu glu glu, ás 5 da matina, por aqui, chovia a potes, a minha sorte é estar num 2º andar a ver as ruas transformarem-se em pequenos rios, neste momento não chove e já se vê o alcatrão, nesta cidade, as primeiras chuvas são uma calamidade, não dão ouvidos ao arquitecto Ribeiro Teles e depois, glu glu glu,rsrs. \\ Por acaso vi qualquer coisinha nos intervalos do Avatar enquanto as tintas enxugavam… como tenho que trabalhar, ia ouvindo e de vez em quando dava uma espreitadela, não podia ficar a assistir sentadinho, a reforma é de 382 euros, glu glu glu e tinha que me fazer à vida… sinceramente gostava de saber como é que se sobrevive com reformas mais baixas, talvez graças à Ami que não faz a vontade ao Ministro das Finanças salvando-os de morte certa evitando que o dito meta as reformas ao bolso,glu glu glu,rsrs. \\ A nova Revista é escrita por: F. Nicholson e M. Rainho e as cabeças de cartaz são: Florbela Queiroz e Paulo Vasco mais aqueles dois jovens que viu a falar com o J. Isidro e outros novos que querem enveredar pela Revista à Portuguesa… segundo consta parece que a Florbela vai muito bem… a atracção internacional é o Luís Furtado,rsrs, glu glu… Inté L.F.

  5. Por aqui o glu glu está calmo. Os tempos mudaram mesmo…. Antigamente chovia semanas seguidas mais ou menos com a mesma intensidade. Mas agora deve haver grandes buracões lá em cima porque quando ela cai é aos baldes….. Mas que venha porque sem ela não somos nada. \\\Quanto às reformas… já somos dois milhões e meio de reformados,pensionistas,,, se esta coisa dá para o torto…..
    Em 1991 os idosos representavam 13,6% da população, actualmente somam 17,5% e dentro de 20 anos haverá 112 idosos por cada 100 jovens . E é sempre a andar…rs
    \\ Desde já envio os meus parabéns por ter conseguido ser finalmente a atracção internacional. Quero um poster de 2mx3m rssss. Boa chuvinha
    e uma grande semaninha. Palma

  6. Olá Miguel: É verdade. A solidariedade tem de ser cada vez menos uma palavra vã. Abraço para a
    M&M & Cª. Palma

  7. Passos Coelho poderá derrotar Sócrates levando o país à bancarrota, mas dificilmente sairá vitorioso, pior do que isso, porá um termo definitivo à sua carreira política. O melhor que conseguirá fazer será ressuscitar o cavaquismo, primeiro um governo de iniciativa presidencial, seguido da vitória de Cavaco nas presidenciais e eleições legislativas depois de os jovens tigres de Pedro Passos Coelho cederem a liderança do PSD aos cavaquistas.

    Ninguém tem dúvidas de que Cavaco Silva alimenta a velha ambição de ver o PSD na presidência e no governo, a sua reeleição está garantida, resta-lhe agora ter no governo alguém da sua confiança que, como começa a ser evidente, não é Pedro Passos Coelho. Dos parvos não reza a história.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *