A pintura de Kush e a poesia de Florbela

O mundo de Vladimir Kush é simplesmente maravilhoso:
Mito, metáfora e poesia combinadas e reunidas em tela. Kush  nasceu em Moscovo. O pai, Oleg, um matemático com tendências artísticas, apercebeu-se do talento do filho e encorajou-o desde o início.
Ao mesmo tempo e à medida que o rapaz crescia , dava-lhe a ler Júlio Verne, Jack London e Hermman Melville entre outros, para proporcionar ao filho uma forma da mente viajar para além dos subúrbios cinzentos onde viviam.
Hoje, Vladimir Kush é  um grande pintor à escala mundial.
Aqui fica um dos seus muitos quadros num casamento perfeito com uma das belas   poesias da nossa  grande Florbela Espanca.
Fonte: Links- 1

*******************************

Se tu viesses ver-me…

Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços…

Quando me lembra: esse sabor que tinha
A tua boca… o eco dos teus passos…
O teu riso de fonte… os teus abraços…
Os teus beijos… a tua mão na minha…

Se tu viesses quando, linda e louca,
Traça as linhas dulcíssimas dum beijo
E é de seda vermelha e canta e ri

E é como um cravo ao sol a minha boca…
Quando os olhos se me cerram de desejo…
E os meus braços se estendem para ti…

Florbela Espanca

12 comentários a “A pintura de Kush e a poesia de Florbela

  1. Que coisa linda ! A Florbela conhecia há muito, mas o Snr Kush não conhecia de todo. Maravilha.

  2. Voltando atrás … não no tempo … mas no thread … as cowboiadas agora são outras … grrrr … quanto à revista, parece que vai ser o regresso da Florbela Queiroz aos palcos … promete!

    Palma. maravilhoso casamento este que você aqui arranjou … entre a pintura de um e a poesia de outra por quem nutrimos paixão né?
    O centro de Loulé continua intransitável né? a baixa de faro está parecida … são os amores de Verão … lol … e o calor?! … bem … continue o seu percurso pela cultura . Valeu! abraço

  3. Telmo: Procure na Net porque existe uma boa colecçao de quadros do Mr. Kish. Vale a pena.

  4. Liliana: Daqui deste Loule empoeirado e hoje um pouco mais fresco, o diabo seja surdo, saudaçoes poeticas . A nossa Florbela continua a encantar geraçoes- A gente n/ se cansa de a ler.\\A outra Florbela que dava muita entrevista amargurada
    vamos ver como estara ela . O tempo desgasta tudo…. No entanto….. Abraço amigo. Palma

  5. Luisa: ainda bem que continua sensivel (mesmo com este calor torrido)rs ao que ´e bonito. Esta pintura com a poesia da grande Florbela sao motivos para um bom inicio de manha.Abraço aqui dos Algarves. Palma

  6. Que belo poema esse de F. Espanca. Se tu viesses ver-me hoje pela tardinha………. Gostava tanto lol……..

  7. Esta noticia do Calç. de Quarteira interessa a todos os algarvios, por isso deixo-a aqui;
    “”” Em relação ao mesmo mês do ano passado, a ocupação hoteleira no Algarve subiu, 5,8 por cento em Julho e ficou ao nível das taxas de ocupação registadas em 2002, segundo os dados fornecidos pela AHETA.
    Os hotéis algarvios que integram aquela associação viram os seus quartos ocupados em 79,2%, sendo as subidas mais significativas nas zonas de Portimão/Praia da Rocha, (subida de 17,9% em relação ao mês homólogo), e Carvoeiro/Armação de Pêra (+10,9%).

    Monte Gordo e Vila Real de Santo António voltaram a registar a ocupação hoteleira mais alta (89,9%), um dado a que não será estranha a realização de provas desportivas naquela zona no mês passado. As principais subidas registaram-se nos segmentos de maior qualidade, nomeadamente nos aldeamentos e apartamentos turísticos de 5 e 4 estrelas, nos hotéis e aparthotéis de 5 estrelas e nos 4 estrelas.

    Turistas nacionais, britânicos e holandeses foram os que deram expressão a estes números.

    Perante factos, não há argumentos: os hoteleiros algarvios raramente têm razão para «chorar» e os seus argumentos negativistas caem por terra.

    Por outro lado, também se vê que, entre os portugueses não falta dinheiro. Está é cada vez mais mal distribuído.
    ::

    Tema: Notícias do Algarve

    Lançado por: Lourenço Anes

  8. Agora sim, bom dia Palma; está muito mais fresquinho, já era tempo, deixar de ingerir tanta água… até o Baco já andava meio zonzo, de vez enquanto, lá vinha ter comigo para o abanar, servia de leque o jornal o Louletano, também não serve para outra coisa,rsrs. \\ Este quadro do V. Kush lembra um que anda praqui por acabar à anos, só com uma diferença, este é de uma figura feminina emergindo do deserto, nua até ao umbigo, o resto do corpo é areia, para que não fique muito torradinha, tem junto uma cascata para se refrescar… esta de uma cascata no meio do deserto só pode ter sido inspirado no cadoiço,rsrs. \\ Se puder informe os números das “cartas” enviadas, baralhei-as e descontrolei-me, só aquelas com o título, “velharias” nº?, se é que enviei alguma. A propósito, o J.M. já recebeu a sua? Inté L.F.

  9. Luis Furtado: Finalmente chegou a tal aragem que nos alegrou e nos aliviou . Pensei ainda que o deserto ja tinha chegado aqui `a porta…rsss.\\ Com este post aqui esta o convite para acabar o seu quadro da jovem do Cadoiço que tem certamente raizes no Sahara. \\ Quanto aos numeros de cartas enviadas voui proceer a contagem e digo-lhe. \\ A do JM ainda n/ lhe chegou
    as maos embora o tivesse avisado quando passava com o carro por mim numa destas ruas. E mesmo em andamento disse-lhe que tinha aqui qualqur coisa da America do Sul para lhe entregar. Esta esperando oportunidade. Como n sei onde mora talvez passe pela casa da mae e lhe entregue.

  10. Luis Furtado: 36 em numeros redondos rssssss. Cartas e mais cartas. Hoje estive a ler e a escutar a dos zumbidos….\ A prop´´osito como vai a zumbideira rss?

  11. Viva Palma; ando às voltas com os Avatares em cores flourescentes… que diálogo poderá haver com estes seres? Tenho que descobrir. \\\ O Palma fez confusão com o que eu pretendia saber… a quantidade eu sabia, porque em cada envelope cabe 12 cartas vezes 3, igual a 36,rsrs. o que pretendo saber é, quantas com o título “velharias” e respectivo Nº. A zumbeira tá na mesma como a lesma, o que me vale é passar o dia a ler cartas, distrai o ouvido,rsrs. Inté. L.F.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *