All you need is love

Quarta-feira, 14 de Junho – 1967
Local: Estúdio 1. Estúdio Olympic Sounds, 117 Church Road, Barnes London SW13: horário desconhecido
Gravando: ‘All you need is love’ (takes 1 ao 33, redução do take 10)
Produtor: George Martin
Engenheiro: Eddie Kramer
Segundo engenheiro: George Chkiantz
Em 22 de Maio, quatro dias antes do contrato ser assinado, foi anunciado: “Os Beatles, juntamente com um outro item (informado por Magnus Magnusson da nova cidade de Cumbernauld, na Escócia) iria representar a BBC, consequentemente a Grã-Bretanha, num programa de televisão a ser transmitido ao vivo mundialmente, durante a noite de domingo, 25 de Junho (horário do Reino Unido)”. O grupo apareceria no estúdio de gravação trabalhando numa canção especialmente escrita para a ocasião.

Somente os Beatles poderiam ter sido tão magistralmente casuais ao aparecer na primeira transmissão feita via satélite, sendo vistos por 400 milhões de telespectadores. “Não sei ao certo se eles haviam preparado alguma idéia mas eles deixaram para escrever a canção na última hora”, diz Geoff Emerick. John disse “Meu Deus! Está assim tão próximo? Suponho que seja melhor escrevermos algo…”.

‘All you need is love’, a canção que fizemos era o mais perfeito retrato do verão de 1967 e suas qualidades de hino são tão actuais nos dias de hoje, quanto na época em que foi escrita.

Fonte: http://www.thebeatles.com.br/allyouneedislove/gravacoes.htm

5 comentários a “All you need is love

  1. Que saudades desses tempos. Hipiies, amor livre, musica por todo o lado, Beatlemania, sucessos a toda a hora nas rádios e em Portugal a pobreza de espírito, a saloice levada ao extremo, a Guerra, a miséria e o obscurantismo. Ainda vale a pena escutar os Beatles como há tantos anos atrás.

  2. Tinha uma amiga que adorava aquela música Ó Leonilde ise Lóve ? Os Beatles revolucionaram uma época. Tudo mudou a partir deles, na juventude mundial. Boa recordação.

  3. Palma, por aqui o dia não está tão mau como pintavam, por enquanto… aqui há uns 10 anos, (num carro dos “Hipis”), e em homenagem aos Beatles, a palavra All You Need Is Love, figurava em ambos os lados do carro… um outro tinha os rostos dos 4 de Liverpool, este foi o meu contributo para com estes magníficos…. em anos atrás, aqui pelo meu Bairro nos Santos Populares, engalanava-se algumas ruas e Pracetas com bandeiras de papel e Balões, geralmente a música era as Marchinhas habituais, não é que o jovem irreverente, (que punha os discos), deu-lhe na real gana e pôs os Beatles a tocar!!! nunca mais esqueço o espanto daquela gente… a pouco e pouco foram aderindo, nomeadamente a Juventude! A canção chamava-se, “Twist And Shout”. \\\ O Mexilhão cresceu e está mais incomodativo, segundo consta, o “Masrisqueiro” só daqui a um Mês aprox. é que o verá, e assim vai a saúde do “Marisco”, só à uma coisa a fazer, invadir com urgência o “viveiro”,rsrs. Espero que a nossa amiga esteja bem, que seja só um problema de teclas. Inté. L.F.

  4. Jota Kapa e Lito: É bem verdade que enquanto nessa altura lá por fora se respirava liberdade de acção e movimento… por cá respirávamos o ar dos embarques no Cais da Rocha do Conde de Óbidos e era um pau. \\ Essa da Leonilde tem mais que se lhe diga…rsss. Bom fds. Palma

  5. Luis Furtado: Não me fale no Twist and Shout que me lembro dum espectáculo de um grupo de Lisboa (Os Electrónicos ??? ) no nosso Cine Teatro que íam fazendo altos estragos na mobilia. A malta ainda não tinha assistido ao vivo a tal « desacato» e foi uma gritaria que só visto….. enquanto os mais velhos saíam porta fora…. rssss. Era o princípio da Beatlemania que viria a dar bons frutos musicais durante muitos anos.\\\ Espero que o problema do Mexilhão tenha o mais rápidamente um final feliz…. Já parece uma novela.\\ A nossa amiga
    ainda não deve ter as teclas em ordem. A gente habitua-se a isto e quase ficamos dependentes desta coisa.
    Saúde o melhor possível. Abraço – Palma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *