AMALIA VIVE NO CORAÇAO DOS SEUS ADMIRADORES

Uma voz endeusada com um timbre arrepiante. Uma força inigualável, vulcão de força e talento, um ser humano inesgotável de vivacidade e devoção. Era Amália, a nossa diva da música que continua presente num só nosso imaginário sonoro que ainda não esgotou.

Aos 79 anos, deixou o país cair em lençóis de lágrimas e anos de luto, a perda foi de tal modo grande que ainda hoje se relembra e celebra a alma de alguém cuja voz não é esquecida, cuja alma transpirou paixão.

Madalena Rugeroni

10 comentários a “AMALIA VIVE NO CORAÇAO DOS SEUS ADMIRADORES

  1. Na passagem do 90º aniversario do seu nascimento, deixamos aqui esta pequena homenagem a uma das maiores vozes de sempre da musica portuguesa.
    Palma

  2. Venham as que vierem … e há-as muito boas sem dúvida, mas a Amália é e será sempre única! Uma voz, uma estória de vida incríveis … ainda hoje arrepio-me quando a ouço, não tenho vergonha de o dizer, e orgulho-me de dizer que ela um dia pegou nas minhas mãos … memories … Sabe Palma, tive um colega alemão, agora deve ter 70 e alguns anos, que tinha todos os discos da Amália, via todos os espectáculos no estrangeiro etc … etc … no carro inclusive, apenas ela era escutada. Eu testemunhei, em tempos passados, quando lá fora se falava de Portugal, diziam-nos logo : Portugal? Amália, Eusébio!!! … enfim … Valeu a homenagem … serão sempre poucas … amanhã a Diana Kroll aí no Duarte Pacheco … boa! Bom fim de semana pela louletania!

  3. Liliana: Nao tenhamos duvidas que a Amalia foi unica, apesar de grandes fadistas que tivemos e continuamos felizmente a ter. Basta ver nos filmes do you tube em relaçao a fados dela. Aparecem os mais rasgados elogios de descendentes de portugueses no mundo. Falam com um fervor e um amor a estas musicas de uma forma tao intensa que comove. E como estao longe ainda o sentem mais e de maneira diferente da gente.\\ Amanha o Allgarve tras ate Loule essa grande senhora de nome Diana Krall. (Nao sei se ja reparou que hoje a minha acentuaçao desapareceu. Nao estou a perceber o computador que certamente se revoltou contra o dono pois esta lingua sem acentos e horrivel.rsss. Bom f.d.s. Palma

  4. A A.R. foi poetisa embora ela achasse que nao o era, pela sua simplicidade.
    O Fado Chora-se Bem

    Moram numa rua escura
    A tristeza e a amargura
    A angústia e a solidão
    No mesmo quarto fechado
    Também lá mora o meu fado
    E mora meu coração

    Tantos passos temos dado
    Nós as três de braço dado
    Eu a tristeza e a amargura
    À noite um fado chorado
    Sai deste quarto fechado
    E enche esta rua tão escura

    Somo vizinhos do tédio
    Senhor que não tem remédio
    Na persistência que tem
    Vem persistência que tem
    Vem p’ró meu quarto fechado
    Senta-se ali a meu lado
    Não deixa entrar mais ninguém

    Nesta risonha morada
    Não ha lugar p’ra mais nada
    Não cabe lá mais ninguém
    Só lá cabe mais um fado
    Que neste quarto fechado
    O fado chora-se bem

  5. Entre tantos fados da grande fadista, escolhi este por ser bem popular. Boa noite para todos.
    Fado da Madragoa
    Amália Rodrigues
    Composição: Frederico Valério

    Uma saudade do mar, tem
    Seu monumento em Lisboa
    Velho bairro popular
    Sombrio e vulgar
    Que é a Madragoa.
    E reza a história que foi, lá
    Numa noite de natal
    Que veio a luz o primeiro
    Herói marinheiro
    Que honrou Portugal

    Ó velha Madragoa
    Tens a esperança e nada mais
    E há tanta coisa boa
    Noutros bairros, seus rivais
    Ó velha Madragoa,
    Não tens um só painel
    Um arco ou um brazão
    Só tens ó Madragoa
    Nos lábios doce mel
    No peito um coração

    A noite cai, e o luar vem
    Dar-lhe cor de opala
    E as estrelas a brilhar
    Parecem baixar
    Do céu para beijá-la
    E a Madragoa a dormir tem
    Como prêmio teu labor
    Lindos sonhos de princesa
    Da eterna beleza
    Dos sonhos de amor.

  6. Boa madrugada Palma; a esta hora até parece que vim de uma casa de fados,rsrs. Bonita foto esta da Amália que não conhecia… estou a preparar o vamos aos fados 2, onde entra esta grande senhora muito bem acompanhada de outras fadistas… aguarde pelo próximo correio… já lhe tinha dito que este ano não à Carnaval de verão?… é a “crise”, dizem. \\\ vou aproveitar as horas da manhã para trabalhar, por aqui só se está bem, é no terraço, uff… Inté. L.F.

  7. Luis: Isso mesmo. Madrugar da saude e faz crescer..rs…\ Quatro e tal da matina ´e mesmo a hora da chegada da ramboia…ahhhh.\\ Quer dizer que a fabriqueta continua a trabalhar em pleno…. agora chegam os fados 2 rs.\\ Tinha estado a ver os programas de verao e realmente Carnaval… nicles. Mas os outros programas todos estao ai em força da mesma maneira. Crise ?????(O meu computador agora est´a de mal comigo. Acentuaçao nao ´e com ele. Deve ser o calor. Bom domingo. Abraço – Palma

  8. Uff Palma, estou quase estorricado… o que me vale, é poder trabalhar em fato de banho,rsrs. As paredes do atelier aquecem de tal maneira a canalização que a água até vem morna para o banho,rsrs. Trabalhador de gravata sofre… não podia todo o mundo andar em camisa de manga curta e de calções?… trabalhador agradecia… calma aí Furtado, como é que depois se reconheciam os obrigados e os doutores?,rsrs. Bem… vim só ao terraço apanhar ar e desejar-lhe uma boa noite, e fuja dos 41 graus,rsrs. Inté. L.F.

  9. Luis: Por aqui esta uma temperatura razoavel para o que foi anunciado. Se bem que Lisboa hoje era segundo a metereologia, o forninho do pais. Como ´e que uma cidade junto ao mar tem uma temperatura assim tao alta ?
    Regador na mao e toca a borrifar o corpinho de meia e meia hora rssssss.
    Abraço . Palma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *