Amor a Portugal

…….. Hoje trazemos aqui uma canção de um grande mestre da música de Itália. E para a interpretar, ele escolheu nada menos do que a nossa ilustre cantora Dulce Pontes.

…….. “O amor a Portugal” é o título desta bela canção muito bem interpretada pela cantora portuguesa. Lembremo-nos que Ennio Morricone escreve bandas sonoras para filmes desde 1964 e é conhecido no mundo inteiro pela maravilha dos seus trabalhos. Desde “ Por um punhado de dólares”, passando por “ Era uma vez na América” ou “ Cinema Paraíso” todas elas são marcos na vida deste grande maestro/compositor, que em boa hora escolheu a poderosa voz de Dulce Pontes para dar vida a este belo tema.

4 comentários a “Amor a Portugal

  1. Como eu gosto de ouvir esta mulher cantar. Há quem diga que ela faz muitos tremidinhos na voz mas há por aí quem não saiba cantar coisa nenhuma e se aproveite apenas da técnica dos microfones desdenhando de quem merece ser considerado de muito bom. É este o caso. Mário

  2. Dulce Potes que foi descoberta por Júlio Isidro jamais pensou naquela altura ser escutada com fervor em grandes salas do mundo do espectáculo. Grande canção esta sobretudo para os portugueses que gostam mais de outros países do que do seu Portugal. Nana Mineira

  3. Cavaco Silva demonstrou agora que tem um Amor a Portugal que só visto. Contado ninguém acredita. Mas o Calçadão de Quarteira deu a sua opinião:Cavaco nunca se enganou quando, em vez de fomentar a modernização das frotas pesqueira e comercial, permitiu o abate indiscriminado de traineiras e mesmo de botes de pesca, ou a fuga para paraísos fiscais das bandeiras da frota comercial.

    Cavaco nunca se enganou quando nomeou para o Conselho de Estado gente que desbaratou milhões da banca portuguesa e que em qualquer outro país estaria a contas com a Justiça. Enfim… bons tempos!

    Mas estaremos a falar do mesmo Cavaco do “conhecimento, experiência, rectidão, serenidade, realismo e bom senso”? Com este de agora isso nunca teria acontecido.

    E veja-se como nos últimos cinco anos – tantos quantos durou a sua “activa magistratura de influência” –

  4. Essa frase do Calçadão “Cavaco nunca se enganou quando nomeou para o Conselho de Estado gente que desbaratou milhões da banca portuguesa e que em qualquer outro país estaria a contas com a Justiça ”
    é a frase certa da semana.
    Quanto ao amor a Portugal uns não lhe têm nenhum e outros como a Dulce Pontes demonstram-no cantando e muito bem como ela o sabe fazer. Trabalhar com um genio como o Morricone não é para todos. Lena

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *