As Bicas Velhas continuam a refrescar os louletanos

As Bicas Velhas na actualidade

Tocadores junto das bicas velhas nos anos 30

Nestes dias de calor sufocante todos procuramos lugares  arejados e onde sobretudo haja água fresca. É o que acontece aqui pela Terra de Loulé, onde em tempos,  as Noras mouriscas, as fontes, os poços e as ribeiras tornavam mais aprazíveis a vida dos louletanos de então.
Mas apesar das novas técnicas de fornecimento de água dos dias de hoje, ainda restam  por cá, lugares  como o que a fotografia que publicamos, mostra.
As “ Bicas Velhas” de Loulé são o pouco que resta  no que diz respeito
a  fontes da nossa cidade.
No livro “ Quadros de Loulé antigo” de Pedro Freitas, a fls. 146 e em relação a estas Bicas, diz-se :” As quatro bicas  datam de 1837, e foram feitas do material do primitivo sino do relógio, que servira na torre da Matriz e ainda fora colocado na torre das muralhas, que, por estar arruinado, foi fundido neste ano. Estas bicas eram alimentadas por um potente filão de água. Raramente secavam na maior força do calor, e além de alimentarem numerosa gente com o precioso líquido, abasteciam o tanque das lavadeiras, que existia ao fundo, e mais o grande chafariz onde os animais bebiam.
Numa das duas fotografias que publicamos,  pode-se ver junto às velhas Bicas, um grupo de louletanos que preparavam uma das muitas serenatas que eram habituais nessa época.
Ainda conheci alguns deles sendo certo que já faleceram todos.

15 comentários a “As Bicas Velhas continuam a refrescar os louletanos

  1. É um regalo na vida

    À beira da água morar.

    Quem tem sede, vai beber.

    Quem tem calor, vai nadar.

  2. Em quantas tardes de calor brinquei por ali refrescando-me de vez enquando para voltar a brincar de novo. Os tempos da Mocidade quem os esquece ?

  3. Gosto muito de ver fotos antigas. E nestas acho graça perceber que as bicas velhas até parecem mais novas hoje que nos anos 30. Estão bem conservadinhas, não estão?

  4. Luisa: Apesar da foto antiga ser a preto e branco.. nota-se perfeitamente na de hoje, as ditas Bicas levaram uma limpeza «Tide» e uma caiadela. ´E um lugar nteressante porque a agua continua correndo sempre fresca mesmo com os calores que se fazem sentir. Palma

  5. Miguel: Da esquerda para a direita os louletanos: Guerra,Palma Santos – ???- e Fernandes. Vou ver se consigo saber quem sera o outro elemento, talvez junto de pessoas daquele tempo…. o que se torna cada vez mais dificil.

  6. Que grande amigo da onça me saiu Palma, depois de me ter queixado dos 41 graus, pranta-me aqui as Bicas a correr água fresquinha… não seria muito mais útil te-las enviado pelo correio e acabar com este sufoco?,rsrs. Agora também já não é preciso, parece que os 41 já foram. \\ A primeira vez que fui parar ao hospital foi por causa destas Bicas, não, não foi por ter ingerido a sua água bem fresca… foi numa brincadeira, um engraçadinho,?, lembrou-se de mandar um vidro contra a parede, e pimba, um dos estilhaços veio ter com a perninha do menino, passados tantos anos, ainda cá mora a cicatriz… outros tempos, outras brincadeiras. \\ Não se incomode por o computador não ter acentuação, já deve estar preparado para a nova ortografia, além disso, Raul não leva acento,rsrs. Acabo de ler uma carta de Carlos Mendes que veio da Penina, depois envio-lha. Inté. L.F.

  7. Luis Furtado: Esta foto serve para lembrar muitas tardes e noites de brincadeira junto daquelas bicas. A malta desta zona bem as utilizou ate para banhos frescos….\\ Afinal o computador tem uma virose… estou “a espera do tecnico para lhe dar o tratamento XPTO…\ Quanto ao Carlos Mendes lembro-me perfeitamente do Penina….com a ajuda do Paul Mac Cartney… Abraço e frescura por essa varandas…..

  8. Por acaso alguem me falou disso. Nao me entusiasmei muito, pois certamente vao surgir grandes fotos. No entanto obrigado pela informaçao e um bom fresquinho para os dias que se aproximam…… Palma

  9. Joao e para nos que vivemos ali tao perto temos muitas recordaçoes deste lugar aprazivel da nossa terra. Abraço

  10. Que água fresca corre ali.Um dia destes com a brasa que estava ela corria fresquinha.

  11. Nasci ai muito perto na rua . Martins Moniz ; sempre brinquei ai com os Meus amigos ; ate’ vir para a Australia a’ 47 Anos ; e’ com muito amor & recordacao estou satisfeita por ver a photo da minha Linda cidade que eu nunca esqueco ; uma Louletana ; na Australia . Thankyou .

  12. Também estive na casa de uma avó ali perto e gostava nas férias grandes de ir brincar para as Bicas..Coisas que não esquecem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *