“CAIRO” CANÇÃO DE SEDA

“CAIRO” : VESTIMENTA NOVA

Cairo como todos conhecemos é a capital desse misterioso e antiquíssimo país que é o Egipto mas é também a maior cidade do mundo árabe e da África. Foi fundada no ano 116 a.C. É, como temos visto na televisão ou no cinema, um museu aberto composto por uma mistura de antigo e moderno, que convivem nos bairros, ruas, ruelas e becos.

Cairo está localizado nas margens e ilhas do Rio Nilo e ali bem perto ficam situadas as famosas e monumentais Pirâmides.

Esta pequena descrição serve de introdução à canção que hoje apresentamos e que vem da década de oitenta do século passado. Era o grupo “ Táxi” que a interpretava.

Hoje com uma indumentária ao estilo actual, é cantada por um novo grupo que dá pelo nome de “ Seda”.

Gostamos sinceramente desta nova roupagem e do ritmo um pouco mais melodioso que os “Seda” imprimem ao antigo “ Cairo”. Boa viagem musical.

Texto: Palma

9 comentários a ““CAIRO” CANÇÃO DE SEDA

  1. Bom ritmo. Bem diferente do antigo modelo. Gosto também muito mais deste estilo dos Seda. Mica

  2. Mais elementos sobre a Banda . Vi na Wikipedia: SEDA é projecto musical português formado em 2009, com o lançamento de um álbum de versões de temas da música portuguesa da década de 1980. O projecto é constituído por Gabriela Barros, na voz, Miguel Ângelo Majer na bateria, programações e voz, e ainda, Ricardo Santos, nos Sintetizadores e voz.[1]

    Miguel Ângelo Majer e Ricardo Santos, são os produtores e criadores dos Donna Maria, com este projecto elegem músicas portuguesas dos anos 80 como tema inspirador. Rádio Macau, Táxi, Sétima Legião, Rui Veloso, entre outros, fazem parte do alinhamento do primeiro trabalho SEDA, um disco de versões, lançado a 9 de Novembro de 2009.

  3. Musica simples mas muito simpática para escutar numa manhã cinzenta como esta. A viagem ao Cairo fica para depois.

  4. Meus caros amigos: É mesmo uma musica simples com um bom ritmo e com uma melodia agradável. Chove lá fora. Mas há música no coração da gente não ?

  5. Deixando o Cairo um pouco de lado vi agora uns números aterradores em relação à Diabetes em Portugal. O pessoal assampala-se até mais não. Doçaria e tudo o mais .Vejam:
    A Associação Portuguesa de Diabéticos não hesita em afirmar que Portugal está confrontado com uma pandemia. Existem actualmente mais de um milhão de doentes e mais 1,5 milhão de portugueses que corre sérios riscos de contrair a doença. Na Europa, pior do que nós, só mesmo a Suécia e a Alemanha. A conclusão está no relatório anual da diabetes, ao qual a TSF teve acesso.

    Dava para construir 10 estádios do Dragão ou uma ponte Vasco da Gama e ainda sobrava umas dezenas de milhares de euros.

    É o custo da diabetes em Portugal, mil milhões de euros, o que representa uma fatia de 7 por cento das despesas com a saúde.

    Só em internamentos, gastaram-se em 2008, quase 400 milhões de euros, ou seja, um aumento de 85% em relação ao ano 2000.

    O coordenador do Programa de Prevenção e Controlo da Diabetes, José Manuel Boavida, revela que por exemplo, entre os doentes com AVC, um quarto dos internados sofria de diabetes.

  6. Por mais campanhas que se façam e mostrem o que são a Diabetes todos esquecemos isso logo na primeira refeição. Para lá dos custos que custam ao Governo e portanto aos nossos bolsos ainda há o sofrimento causado por tal mal. Ora ponha lá esse bolinho de lado. E ele é tão lindo coitadinho.

  7. Goncinha e Nayta. Os números que nos mostram são assustadores. Não só no que diz respeito às fortunas gastas com os tratamentos a nível hospitalar como com o sofrimento que tantos portugueses estão sujeitos. E cada um de nós é um potencial diabético se não tivermos os cuidados necessários.

  8. Amigos; faleceu e vai a sepultar, no sábado pelas 10,30h, a mãe no nosso amigo Joaquim Vairinhos.
    É vontade do filho que, deste infortúnio familiar, não se faça grande alarido mas não posso deixar de vo-lo comunicar!

  9. Caro Almeida: Obrigado pela informação pois não poderia deixar de estar presente já que conhecia a senhora desde a minha escola primária onde ela era funcionária e excelente
    ser humano. Palma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *