Canções Inesquecíveis

As inesquecíveis canções de Nat King Cole

Depois de aqui termos trazido uma pequena história dos bailes que embalaram milhões de pares apaixonados em todo o mundo, estamos hoje lembrando uma voz única. Falamos de Nat King Cole.

Nascido em Santa Mónica nos EUA, cedo integrou o coro da igreja onde seu pai era pastor.

Dotado de uma voz excepcional e pretendendo fazer carreira nas canções, muda-se para Chicago onde ali participou no núcleo da transformação do Jazz da idade de Ouro para o Swing, deixando o estilo mais próximo da juventude dos anos 40 e 50. Nat vence rápidamente e torna-se fonte de inspiração para artistas como Sinatra, Tony Bennet, Óscar Peterson e mesmo Diana Kral.

Sucessos como “Route 66 “, “Mona Lisa” ou mesmo o que hoje apresentamos “Ansiedad”, podem ser escutados na actualidade com o mesmo entusiasmo daquela época.

Vale a pena termos nas nossas casas, à mão para uma qualquer ocasião especial, um disco do Nat Kin Cole. Apesar de ter falecido em 1965 continua sendo uma referência musical nos nossos dias. Viva o Rei !

Texto: Palma

11 comentários a “Canções Inesquecíveis

  1. É mesmo inesquecivel a voz do Nat King Cole. E os seus discos agora editados em Cds é uma bela oferta de Natal. Até parece que sou da gravadora. Longe de mim. Gosto mesmo dessa excelente voz. Abraços para toda a malta daí. B e j a

  2. Luisa: É uma voz que se reconhece à distância. Além disso possui um reportório que é qualquer coisa de grande. Que pena ter desaparecido tão cedo. Aos 46 anos. Obrigado. Uma boa semana. Palma\\\\\\\\\
    Beja: Por Beja o Nat King também deve ter muitos fans. E merece-os .Os grandes artistas nao passam assim tão fácilmente. Boa noite –

  3. Bom dia e uma muito boa semana … é Palma … quem não gosta de coisas boas? eu sou fan dele e tenho sempre à mão um CD com os êxitos do Nat King Cole . Uma voz que derrete corações … e o Unforgettable ? que bom lembrar … Continue, a gente agradece Abraço

  4. Bom dia Palma, passei umas horitas bem passadas nos recuerdos… do Nat K. Cole ao Pedro Infante mais a Sarita Montiel… ainda vi algumas cenas de filmes dos anos 50… hoje, a gente ri, naquela época encantava-nos nomeadamente as vestes Mexicanas e os gritos das canções que nunca mais se ouviram… o made in ingles tomou conta de tudo, o que é pena , só na net, e para quem a tem. Estou em crer que os primeiros acordes desta canção ajudou ao grande sucesso que foi “Ansiedad”… faz parte de uma selecção que fiz de “velhos” êxitos como não podia deixar de ser. Inté. L.F.

  5. Liliana: Ainda bem que é mais uma admiradora do Nat K. Cole. É que já tenho receio que comecem a achar que isto são os velhos dos Marretas kkkkkk. Estou brincando., O que é bom é bom em todas as épocas.Aqui fica a letra da sua canção preferida.

    Unforgettable
    Unforgettable, that’s what you are
    Unforgettable though near or far
    Like a song of love that clings to me
    How the thought of you does things to me
    Never before has someone been more

    Unforgettable in every way
    And forever more, that’s how you’ll stay
    That’s why, darling, it’s incredible
    That someone so unforgettable
    Thinks that I am unforgettable too

    Inforgettable in every way
    And forever more, that’s how you’ll stay
    That’s why, darling, it’s incredible
    That someone so unforgettable
    Thinks that I am unforgettable too

    Uma boa tarde. Palma

  6. Luis: Da Sarita Montiel ainda me recordo de quando fiz doze anos, puder assistir a um filme com ela. Naquela altura ficava deslumbrado com o colorido, a música e a beleza da dita senhora. Misturado com tudo isto vinha o Tarzan, as cowboyadas e os filmes sobre a antiga Roma. Você ainda deve ter feito alguns cartazes para estes filmes não ? Quanto ao artista Cole é um mar de sucessos o seu reportório. Tem razão aquela introdução de Ansiedad
    coloca-nos logo à espera do resto da canção. Um bom dia ao som destas antigas melodias. Palma

  7. Em verdade vos digo que essa é uma voz imortal. Conhecem outra com esse timbre e essa limpidez ?

  8. Peço desculpa mas tenho de enviar esta letra para alguém que ao lê-la saberá quem sou. A distância mesmo que seja curta não deixa de ser distância e não deixa de trazer saudade.
    Quisas Quisas
    de: Nat King Cole
    Siempre que te pregunto
    que cuando,como y donde
    tu siempre me respondes

    Quizas, Quizas, Quizas

    Y asi pasan los dias
    y yo desesperado,y Tu,Tu contestando

    Quizas,Quizas,Quizas,

    Estas perdiendo el tiempo,pensando,pensando
    Por lo que Tu mas quieras
    hasta cuando, hasta cuando
    Y asi pasan los dias, y yo desesperado
    y Tu,Tu contestando

    Quizas, Quizas, Quizas.

    Siempre que te pregunto
    que cuando,como y donde
    Tu siempre me respondes

    Quizas,Quizas,Quizas

    Estas perdiendo el tiempo,pensando,pensando
    Por lo que Tu mas quieras
    hasta cuando, hasta cuando

    Estas perdiendo el tiempo,pensando,pensando
    Por lo que Tu mas quieras
    hasta cuando, hasta cuando
    Y asi pasan los dias, y yo desesperado
    y Tu,Tu contestando

    Quizas, Quizas, Quizas.

    Siempre que te pregunto
    que cuando,como y donde
    Tu siempre me respondes

    Quizas. Quizas, Quizas

  9. Bom dia e desejos de saúde à malta … sempre precisamos dela.

    Quizas … já ri com gosto! … muita malta mais ou menos nova vai identificar-se com esta canção …

    Continuação de bom feriado … ah! ontem revi a piratada à portuguesa e lembrei-me do Luis Furtado … não foi só por isso que me lembrei dele … claro! Abraços

  10. Lila: Também vi a Piratada à Portuguesa com os cenários do Luís. Uma revista limpinha, com textos bem escritos (roçando sempre o exagero) como costuma ser neste tipo de teatro e com uma Marina Mota que não fica nada atrás da Ivone Silva (opinião minha). Os corpos de baile também estão muito melhores do que já foram em tempos. Enfim Uma Piratada que surpreendeu.
    E agora até amanhã que é Quarta.Abraço – Palma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *