CANÇÕES PARA SETEMBRO

JoãoPauloLP

CONJUNTO ACADÉMICO JOÃO PAULO

Nas canções que escolhemos para Setembro, deixamos aqui uma das muitas do reportório de sucesso do Conjunto Académico João Paulo com o vocalista Sérgio Borges.

Conjunto formado na Ilha da Madeira nos anos sessenta, intitulava-se Académico pelo facto de todos os seus elementos frequentarem o ensino liceal nessa altura.

Vindos ao Continente em 1964 como prémio de um Concurso de Conjuntos da Madeira, conseguem tal sucesso na sua estreia no Teatro Monumental de Lisboa, que viram de um momento para o outro todas as portas do meio musical se abrirem como num sonho.

Os rapazes madeirenses não perderam tempo e começam a gravar canções suas e versões de outras, que faziam sucesso por essa Europa fora. E pode-se dizer que durante quase uma década foram muitas vezes Reis do disco, pois cada EP ou Single que eram postos à venda tinham sucesso garantido.

Lembro-me de os ter visto no nosso Cine -Teatro, talvez em 1966 quando por aqui ainda não tinha passado práticamente nada no género. O som e as luzes utilizadas, eram espectaculares para a altura, sendo certo que o reportório bem conhecido do público em geral , fizeram daquela noite um memorável momento musical.

Texto: Palma

19 comentários a “CANÇÕES PARA SETEMBRO

  1. Lila:Com este novo post fico com a certeza de que se vai recordar bastante deste grupo que teve um sucesso na «década prodigiosa», que ainda hoje não foi esquecido.
    O Sergio Borges e toda esta malta
    tinham um som único nesta altura. Uma boa tarde . Palma

  2. Pois é Palma … jurássica … 🙂 também lá estive … foi a loucura … continuo a gostar de os ouvir …saudades … Obrigada por reviver …

  3. Lila: Foi tudo ontem. Pena que do Grupo já tenham morrido dois dos músicos. Um deles o João Paulo falecido há um ano e tal ainda relativamente novo. \\ Agora vou ouvir os comentários às declarações de Cavaco que no fundo são inimagináveis pensando noutras presidências anteriores. Abraço e boa noite – Palma

  4. Comprei há pouco um CD com sucessos do João Paulo e o seu Conjunto. Não podemos esquecer que era o Sergio Borges a voz do Grupo. Tinha um estilo próprio e uma voz diferente com um pequenino sotaque madeirense que nada tem a ver com o sotaque lá do Barão da Ilha lol lol. E a qualidade de som não é nada mal até porque o conjunto só desapareceu na década de 70. Não há assim tanto tempo embora ele corra que nem um cavalo de carrocel.

  5. Lembrando o Conjunto do João Paulo e a voz do Sergio Borges, deixo aqui uma canção de que gostava muito.

    LAVRADOR
    José Dores – Sérgio Borges

    Diz-me ó lavrador
    Quem te deu teu pé de meia
    Diz-me se na tua terra
    Se vive à luz da candeia

    E quando à tardinha
    Estando seco o teu suor
    Te sentas à mesa
    Dando graças ao Senhor

    Diz-me ó lavrador
    Quem te deu o teu arado
    Quando pra viveres
    Vais e vens sulcando o prado

    São esses largos sulcos
    Que fazes na tua vida
    Que te fazem ver enfim
    Que na altura em que parares
    Cairás

    Diz-me ó lavrador
    Quem te estende a mão amiga
    Diz-me se as tuas palavras
    Soam como uma cantiga

    Que soprado ao vento
    Vai morrendo mais além
    Sem que o mundo egoísta
    Faça esforços para ouvir

    Diz-me ó lavrador
    Quem te deu o teu arado
    Quando pra viveres
    Vais e vens sulcando o prado

    São esses largos sulcos
    Que fazes na tua vida
    Que te fazem ver enfim
    Que na altura em que parares
    Cairás

  6. Viva Palma, o amigo já me julgava perdido lá para as catacumbas à procura da Múmia,rs… mas não, fez-se luz, agora ando de TGV por terras de Espanha à procura do D. Quixote na sua luta contra Fantasmas,rsrs. Interrogo-me, e agora José?… (nada de más interpretações, também me chamo José)… serei profeta?… será que o Romeu e Julieta vão chegar a um entendimento como o previsto no Carnaval de verão?… pelas declarações do “Padrinho”, estou em crer que não vai haver casamento, e o mais certo, é a marcação para breve de nova “boda”, e muito sinceramente, os “convidados” começam a ficar cansados de tantas trocas e baldrocas… olha o vírus,rsrs. \\\ Estive lá no Cinema Monumental na estreia do conjunto, foi uma festa e um grande bate papo entre amigos, uns gostaram, outros assim assim… aquela que mais me ficou na memória foi; Vim da montanha, para a Cidade, só pra ver, dançar, áli gáli… à “Portuguesa”,rsrs. ainda tenho alguns singles guardados juntamente com as Múmias,rss.

  7. Luís: Não quis dizer nada mas pensei mesmo que você tivesse ido para o Egipto dado que as múmias no Egipto são mais reais. Já quanto ao D. Quixote sem o Pança nada feito. E se ele apanhou o HN1 então deve estar de molho . Isto sou eu a dizer já que esse mistério se adensa todos os dias. Teremos que chamar o Inspector Poirot para resolver a questão e pôr isto em pratos limpos….rsss.\\ Quanto ao Conjunto Jooão Paulo depois da estreia e passados uns bons tempos é que eles ficaram mesmo bons. Essa do Hully Gully do montanhês era das mais conhecidas. Enfim. Dois já lá se foram e eram moços novos.\\ Espero que continue tentando descobrir o que para nós é bem misterioso. Estará ela para os lados do Parque ? Abraço – Palma

  8. Caros amigos . Sem ofensa para as canções de Setembro que são belas de verdade, ontem ouvimos uma vinda de Belém que nos deixou sem ponta de vontade para a música daqueles lados.
    O discurso do presidente é desequilibrado e confuso, ambíguo, inoportuno e nada claro: as acusações são directas, mas o que queríamos ver explicado está em meias-palavras. É infantil, e por isso nos deixa a todos perplexos. Patético. Politicamente, Cavaco deu ontem um passo decisivo para encerrar a sua carreira sem direito a segundo mandato. Fá-lo da pior forma, aliás. Mas, perante um discurso de tal gravidade, seja o leitor o juiz, lendo-o nesta edição, pois publicamo-lo na íntegra, para que todos possam analisá-lo. José Leite Pereira do JN

  9. O PR está desorientado, não diz coisa com coisa, contradiz-se, omite factos que deveria esclarecer e, ontem, comprometeu definitivamente a sua reeleição.

    Esqueceu-se do seu papel institucional e, quando se esperava que viesse pôr uma pedra sobtre assuntos que têm desgastado a sua própria figura e as suas relações com o governo, veio antes deitar mais achas para a fogueira.

    Os portugueses precisam de um PR sereno e isento, mas ontem viu-se uma figura agitada, inseguro e sem coerência no discurso.
    Quando o país precisava de um bombeiro saiu-lhe um incendiário. – G. S.

  10. Milena era o tema que mais gostava do João Paulo. Mas haviam outros de nível. Tenho em vinil uma série de Eps.
    Quanto ao discurso de ontem à noite parecia um filme de terror. O senhor estava tão tenso e transmitia uma carga tão negativa que tive de mudar de canal. Safa !

  11. Na fotografia de cima quem é o João Paulo e o Sergio Borges o vocalista ? Nos meus 19 anos não dá para conhecer o pessoal lol.

  12. Caros amigos sejam benvindos à nossa sala e posso desde já informar o Koelho, que o João Paulo (já falecido), é o de camisola cor de vinho e o Sergio Borges o que está de pé com colete e gravata. Quanto às opiniões sobre o discurso (?) presidencial nada tenho a acrescentar ás milhares que negativamente já foram feitas por esse país fora. Boa noite.

  13. Cravo obrigado pela indicação da pequena reportagem sobre Sergio Borges e o Con. \\Nessa altura os Festivais eram um acontecimento nacional, mas como não há nada que dure sempre hoje é apenas uma noite de musica ligeira. Um bom fim de semana que se aproxima. Como está o nosso Artur ? No outro dia estive a ver o post da foto dele e até achei piada ao poemazinho rss. Abraço – Palma

  14. Amigo Palma, ainda se lembra do nosso Artur? Está imponente, fluorescente, fantástico! Penso que não há nada mais fascinante do que acompanhar o crescimento duma criança. Já faz meses no próximo dia 3 de Outubro. Enfim, sou uma autêntica tia demasiado vaidosa do seu sobrinho. Obrigada pela lembrança e um bom fim deste belo dia de Outono.Outro abraço – cravo

  15. Cravo: Temos o Artur daqui a pouco com um ano o que é uma coisa maravilhosa na vida de um ser humano. O 1º aniversário. E é cá dos meus. Também sou de Janeiro mas a 29. Abraço e até depois. Palma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *