CIRCO a maior alegria do Mundo !

Das coisas que mais alegria me davam durante a minha infância era assistir a um espectáculo de circo. E de longe a longe passavam por aqui algumas companhias que arrebatavam o público mais novo mas também o outro. E apesar dos bilhetes serem a preços condizentes com a época, muita gente esperava pelas noites em que dama e cavalheiro pagavam um só bilhete.

A jornalista Lina Vedes na sua crónica “O tempo de outro tempo” no jornal “A Avezinha” também descreve com entusiasmo as suas idas ao circo quando criança.

“ O Circo era a principal atracção da Feira de Stª Iria. Nunca falhava ao espectáculo circense já que fazia anos, e era essa a minha prenda, renovada anualmente.

Naquele local mágico experimentava todos os sentimentos.

Começava pela ânsia da espera pelo início do espectáculo, deixando-me impregnar de expectativa com o brilho das luzes, o som apelativo dos músicos e o barulho das pessoas, que entravam procurando lugar.

Vivia intensamente a alegria transmitida pelos palhaços, o medo dos trapezistas caírem, o espanto com as habilidades dos malabaristas, as dúvidas que me deixavam os ilusionistas, a aflição de ver os contorcionistas a dobrarem e desdobrarem o corpo, como se desprovido de ossos…

Era um tempo de espectáculo de artistas, que proporcionavam, dentro de mim, um espectáculo sentimental, com diferentes graus de intensidade….

Saía feliz ! Cado ano mais velha, cada ano valorizando e descobrindo novos encantos, no Circo e na nossa Feira de Stª Iria. “

 

Fotos: Filme rodado por Manuel Guimarães em 1951 com o título “ Saltimbancos”.

6 comentários a “CIRCO a maior alegria do Mundo !

  1. Sempre gostei de Circo. É bom que estejam a mudar no sentido de dispensar os animais selvagens àquelas tropelias. E Viva o Circo !

  2. Que recordações maravilhosas desses tempos em que íamos ao circo como se fosse à maior festa do mundo. E como eu gostava de ouvir aquelas orquestras tocando músicas apropriadas aos números. Hoje por se tornar dispendioso trazerem orquestas as gravações fazem o lugar.

  3. Ainda bem que os circos estão a substituir os animais por outros números. É verdade que nós gostamos de ver os bichos fazendo coisas de humanos mas o lugar deles não é ali mas na selva em liberdade.

  4. Em miudo tinha medo dos palhaços. Aquelas figuras excentricas arrepiavam-me. Mas dos outros números tinha sempre uma grande votade de saber como se faziam e pensava como edra possível aquelas maravilhas aos meus olhos. B.B

  5. Bom dia!!!
    Entro em contato porque gostaria que participase de uma campanha de publicidade em Portugal. Se está interessado na colaboração, me escreva e te enviarei todas as informações referente ao trabalho.

  6. É mesmo o maior espectaculo do mundo. Aos olhos das crianças tuydo aquilo era uma fantasia do outro mundo. Os trajes kuzindo, os palhaços, os trapezistas (que medo que eu tinha que eles caíssem). Benvindo seja sempre o circo à cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *