HÁ QUARENTA ANOS O FIM DO MUNDO PASSOU POR CÁ

Tremor

Era a notícia da capa do Século Ilustrado após o sismo de grau 7,3 que assolou a Península Ibérica e Marrocos tendo o pior acontecido no Algarve.

Para muitos dos que sentiram o tremor de terra desta madrugada, certamente lhes veio à memória a noite de 28 de Fevereiro de 1969.
A magnitude do sismo de então, 7,3 na escala de Richter fez tremer, Portugal , Espanha e Marrocos. Mas foi aqui no Algarve onde o pavor tomou conta das gentes que saíram às ruas, alguns como Deus os deitou ao Mundo. Casas caídas, muros destruídos, brechas enormes em prédios e templos . Qualquer coisa de que as gentes vivas na época diziam nunca ter assistido.
Por isso, esta madrugada quando por dez segundos, a terra estremeceu de novo , julguei voltar a viver p pânico da já longínqua noite de Fevereiro de 1969.
Felizmente tudo não passou de um susto. Na realidade, não estamos nada seguros embora por vezes pensemos que estas coisas só aparecem na televisão em países do fim do Mundo.
Foto : Uma Rua de Loulé após o tremor de terra – Século Ilustrado de 8.3.1969 –

Texto: Palma

8 comentários a “HÁ QUARENTA ANOS O FIM DO MUNDO PASSOU POR CÁ

  1. Luís Furtado: respondendo ao seu comentário de hoje posso dizer-lhe que nessas fotos deve haver coisas interessantes, mesmo para publicação na Louletania. Quando quiser é só enviar. Uma boa noite mais descansada do que a de ontem. Palma

  2. Liliana: Salir também deve ter tremido tal como aqui. Lembro-me de estar deitado e sentir as paredes como se estivessem prontas para se abrir. E ficaram fendas bem grandes. Se o abalo de então tivesse demorado mais alguns segundos teria ruído quase tudo. Lembro-me como se fosse hoje. Os ruídos do interior da terra, pedras
    a caír nos quintais vizinhos,a luz a apagar-se, gritos e depois mais tarde a rua das Lojas apinhada de gente de pijama e mantas às costas em digressão à parte baixa da vila onde caíram algumas casas. O filme ainda está nem presente apesar de ter sido há tantos anos.. \\\\ Saí e não levei comigo o tm daí o não ter ouvido. As minhas desculpas. Uma boa noite bem mais descansada do que a de ontem. Palma

  3. …..Pensava-se até há pouco que 200 a 300 anos era o intervalo crítico para a ocorrência de um sismo daquela magnitude na região de Lisboa. Era uma visão mais ou menos empírica, apoiada nos registos históricos. “Lisboa foi sempre sujeita periodicamente, com intervalos de 300 anos, aproximadamente, a sismos fortes e há relatos disso”, conta Luís Matias. “Mas, relacionar este intervalo de tempo com 1755 é um equívoco”, nota o investigador. Por uma razão simples o terramoto de há 250 anos foi único na sua magnitude e a sua causa esteve no fundo do mar, ao largo da costa. Por outro lado, há várias fontes distintas, falhas no continente e também no fundo marinho, que de vez em quando fazem tremer a capital e outras regiões no território, como o Algarve, mas sem se atingirem magnitudes drásticas como a de há dois séculos e meio. A Xafarica

  4. Sobre este tema o DN Portugal elucida-nos sobre alguns pontos que muitos de nós não sabemos:
    Portugal não é um País de risco sísmico elevado. Mas já registou na sua história um dos maiores e mais devastadores sismos registados da história, o de 1755.

    A maioria dos cientistas calcula que a nossa área de maior actividade sísmica fica, como agora aconteceu, a sudoeste do cabo de São Vicente, na região do Banco do Gorringe. Foram lá que se situaram os epicentros dos maiores sismos do País, entre eles os de 60-63aC, 1033, 1356 e 1755.

    O banco do Gorringe é um fragmento de crosta do oceano, que resta desde o período do Cretácico Inferior. Surgiu de planícies no fundo do mar a mais de 5 000 m de profundidade. Esta falha regista deslocamentos verticais, conhecido como mecanismo de subducção entre duas placas tectónicas (as placas em cima das quais se move a crosta terrestre) da placa africana pela placa euro-asiática.

    O último grande sismo que provocou danos no território português foi o de 28 de Fevereiro de 1969, com epicentro nesta zona do banco de Goringe e magnitude entre 6,5 e 7,5.

    O epicentro do sismo de 1755 (o mais destruidor que afectou território nacional, e considerado com um dos mais energéticos a nível mundial, com magnitude estimada em 8,75) terá tido também o seu epicentro no Banco do Gorringe. Há contudo cientistas e estudos recentes que, com base no tsunami que destruiu Lisboa, falam na possibilidade de se ter registado um movimento múltiplo nas falhas tectónicas: Goringe e placa do vale do Tejo.

    Seja como for, o sismo de hoje é, segundo as regras da sismologia, um bom sinal: acaba de registar-se uma significativa de libertação de energia acumulada com a movimentação das placas, o que reduz as hipóteses de acontecer um grande sismo nos próximos tempos. Mas os sismos são impossíveis de prever.

  5. Nessa altura soube de uma vizinha que veio completamente despida para a rua, em pânico e depois de passada a balburdia e o frenezim do sismo levou uma chapadotas do marido que não gostou muito de a ver fazer streep à conta do susto. Também há um lado cómico perante estas situações. Beja

  6. Livra Palma, olha a sorte que eu tive em não estar por aí nesse dia… lá tinha que levar com o fim do Mundo e a esta hora não lhe dava os bons dias,rsrs. Se me lembro desse dia… o som foi muito mais ensurdecedor e tudo tremia… vivia numa casa rés do chão, dormia, quando a Mãe acordou-me aos gritos do que estava a acontecer… ensonado, que se passa?… ai Filho, é um tremor de terra… e acorda-me por causa disso? Realmente naquele momento estava a ouvir coisas estranhas, quando me apercebi bem do que era um tremor de terra a sério, comecei a ficar mal disposto e quase que ia desmaiando… não desejo passar por outro igual. Levei o resto da noite a pintar um quadro que ainda conservo… está todo tremido,rsrs. Acabo de ouvir as notícias e lá para Copenhaga está uma catástrofe bem pior… se não forem tomadas medidas urgentes, aí sim, o fim do Mundo passará mesmo pelo Planeta Azul, mas antes, o Algarve tornar-se-à num deserto, e os habitantes da época regressarão às origens,rsrs… não tem piada nenhuma, mas é só para desanuviar. Depois enviarei as fotos que têm de ser muito bem trabalhadas. Bom fim de semana e inté. L.F.

  7. Luís: É verdade que em Fev. de 69 é que foi o bonito rss!!! A esta distância já a gente pode rir. Mas o susto foi bem grande. \\ Lá por Conpenhague se aquela gente não tem juízo pelo menos os «donos» do Planeta estamos tramados ou melhor… as próximas gerações… Quanto ao Algarve escapará a tudo isso menos à selva de cimento que campeia por todo o lado. \\ Aguardarei as fotos . Um bom dia de sábado e um melhor dia de Domingo. Palma

  8. Muitas são as vezes em que se anuncia que estamos à beira de um novo tremor de terra deste tipo. Até à data têm falhado, mas pelo que parece estamos sujeitos . Deus nos livre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *