Letra V do nosso abecedário – Vista geral de Loulé

Loulé vista geral / Postal de 1959 Edição Manuel Lopes

Loulé vista geral / Postal de 1959 Edição Manuel Lopes

DA MÃE SOBERANA AVISTA-SE LOULÉ

E para terminar esta primeira volta sobre o Abecedário da Louletania escolhemos falar

um pouco sobre a Terra de Loulé mostrando ainda uma vista da vila , hoje cidade, obtida em 1959.

As palavras que escolhemos foram recolhidas da Monografia do concelho de Loulé, de autoria de um estudioso do nosso concelho e de uma maneira geral do Algarve. Chamava-se Ataíde de Oliveira e foi homenageado pelos louletanos num pequeno pedestal com um busto seu, situado no Largo/Jardim de S. Francisco.

A fls. 47 da citada Monografia pode ler-se…….“ Segundo Pinho Leal ..Loulé é uma das mais antigas povoações do Algarve. Não se sabe ao certo quando nem por quem foi fundada.Pretendem alguns que foi construída com os materiais da antiquíssima cidade de Carteia, o que não é verosimil; pois Carteia era na costa, e segundo alguns, no local onde hoje se situa Quarteira.

Carteia era uma povoação fundada, segundo uns, pelos antigos lusitanos, e segundo outros , pelos Fenícios.

Outros escritores dizem que Loulé foi fundada pelos cartaginezes, 404 anos antes de Cristo.

Escritores há que sustentam ser muito antigas as fortificações de Loulé, remontando ao tempo dos romanos e sobre esse ponto quasi nenhuma dúvida temos, embora não possamos declinar

o nome que Loulé tivesse nesse tempo. “

Seria fastidioso continuarmos aqui a descrever o tanto que há para ler sobre a história da nossa terra. Sugerimos assim, uma visita ao Arquivo Histórico de Loulé onde é possível folhear alguns livros e muita documentação ali existente, sendo certo que os amantes da história da nossa TERRA DE LOULÉ ficarão mais enriquecidos e porque não, maravilhados com o nosso passado.

Fonte: Monografia de Loulé de Ataíde de Oliveira.

15 comentários a “Letra V do nosso abecedário – Vista geral de Loulé

  1. E assim acabou o 1º round do Abecedário. Muitos outros poderiam ser feitos porque há muita coisa ainda de que se pode falar. Espero que dentro de algum tempo ele volte de novo. Não havia nada para o U e o Z. ?

  2. É bem antigote esse postalinho a preto e branco.A vila dessa altura tinha como edifício mais alto o Cine Teatro. Mais tarde vieram aqueles mamarrachos que estragaram a avenida. Já repararam se aquela avenida tivesse de alto abaixo o tipo de vivendas e prédios de 1º andar ? Seria uma pequena maravilha.

  3. Bom dia Palma; ando de braço ao peito, a Família Furtado anda em azar, coisas de quem trabalha… nada de grave felizmente… o melhor é mandar isto às urtigas… ninguém me manda ser zarolho,rsrs. Cá estão duas palavras que davam para as letras U e Z… uma, porque na vista deste postal, ainda devem crescer as malfadadas ervas que nos picavam as manitas… outra, se esta não fosse uma terra de “zarolhos”, não teriam destruído essa bela Av. que hoje seria apreciada pelas novas gerações e por quem nos visita. Fico por aqui, a esquerda está debilitada,rsrs. Inté. L.F.

  4. Luí: Em vez de andar de cravo ao peito como diz a canção anda de braço. Mas ainda bem que não é nada de grave. E como vai a cenografia para o novo espectáculo ?\\ Ainda andei à procura das palavras para U e Z mas sumiram-se. Fica para outra rodada mais tarde.\\ Tem razão eu sempre pensei que a Avenida seria uma belíssima avenida se não tivessem sido criados aqueles mostrengos. Mas a evolução dos tempos a isso obriga.\\ E a sua mãe como está ? Ficou aí perto da vossa casa ou longe ? \\ Até mais tarde. Palma

  5. Muitas vezes subi e desci essa ladeira da Mãe Soberana e brinquei
    na imitação da Procissão. Não sózinho mas com outros miúdos da Paróquia. Há tempos atrás passeando por Cádiz deparei exactamente com o mesmo tipo de brincadeira num jardim público onde alguns miúdos com Palmas e com um rudimentar caixote se entretinham a imitar a Procissão lá da paróquia deles. Naquele dia está visto que esqueceram o computador e os imensos jogos que hoje têm à disposição. José.P.

  6. Esse postal ilustrado Edição Manuel Lopes, para a malta dos anos sessenta ainda se lembrará, onde é hoje a agência de totoloto ali no Centro de Loulé, existia uma lojinha com brinquedos, perfumarias, de tudo um pouco. E lá estava o Snr. Manuel Lopes um dos comerciantes mais conhecidos de Loulé na altura. Já faleceu há uns anos mas ainda me lembro de lá ir comprar «pexininas ou bichas de rabiar»o» para atirar para debaixo das saias das moças no mês de Junho ou melhor nos Santos Populares. Essas tradições desapareceram para dar lugar a americanices como a Noite Branca ou o Haloween que nada têm a ver com a gente nem com as nossas tradições. São antes um atentado a elas. Boa noite. Manoel

  7. A Loja do Manuel Lopes onde comprávamos de tudo um pouco. Cheia até ao tecto, tinha de tudo desde material escolar, brinquedos, brincadeiras de Carnaval e bombinhas de Stº António, canetas de tinta permanente que se ofereciam geralmente quando se terminava a 4ª classe do ensino primário, postais ilustrados de Loulé e muitas outras coisas mais . Era ponto obrigatório de passagem para dois dedos de conversa (entre os amigos mais conhecidos da casa). Hoje é uma Agência de totoloto onde todos nós tentamos a sorte em cada semana que passa sem que se veja a cor do dinheiro…rsss, pelo menos pelo meu lado.

  8. Espero que o monstruoso cartaz que o Dr. Seruca colocou na Rotunda tapando quase um predio inteiro não tenha sido feito pelo nosso pintor louletano Luis Furtado. Aquilo é de um novo riquismo que até afronta. Mas cada qual gasta o dinheiro que tem e pode. Filomena

  9. Filo: O Luis Furtado ainda não apareceu hoje e espero que esteja melhor do seu braço. \\ O cartaz a que se refere ainda não o vi mas esse tipo de cartazes são hoje impressos por meios sofisticados.
    O nosso Luís Furtado é mais dado a cenografias e cartazes de teatro e cinema e tudo com as suas valiosas mãos.Palma

  10. É Palma , acabei de chegar do centro de saúde. Afinal, tenho a juntar ao Baco, 8 gatitos, grande lenho,rsrs… não os contei, se soubesse que eram tantos não os queria,rsrs… mas está a sarar bem, dia 15 livro-me deles. O cartaz a que se referem é impresso digitalmente, hoje já não se usa pinta-los à mão, um cartaz desses, (que presumo ser grande), por vezes, até é impresso numa tela plástica esburacada para passar o vento, de contrário fazia de vela e podia rasgar-se o que muitas vezes aconteceu aos cartazes de cinema. Palma, estou bastante atrasado com a revista, pior com este contratempo, nem sei se vou estar presente quando da exposição. A Mãe ainda cá está… é preciso quase um requerimento do Ministério… até para cortar o tel., é preciso uma certidão de quem já morreu à Mais de uma década, só por estar em nome do marido… aguenta Furtado… Inté. L.F.

  11. Pena que terminou o vosso abecedário. Muito origial merece que voltem novamente. Assuntos não faltarão. Boa tarde.

  12. Luís: Você gosta mesmo de gatitos rss. Mas afinal a coisa não foi assim tão leve como tudo isso. Sosseguemos a Filó que ficou assustada com o tamanho de dois cartazes gigantes de campanha do candidato laranja a Loulé e que sendo assim já fica a saber que coisas daquelas à mão já não há. É tudo em tela plástica e certamente bem carota.\\ Porque não adia a Exposição para um ou dois meses depois ? Ou a marcação é mesmo tão rígida assim ? \\ Pelo jeito esses Lar é bem exigente não ? Abraço e boa noite para a Lisbia com as melhoras correspondentes. Palma

  13. Palma, tenho cá pra mim que o Luis quis solidariezar-se comigo hemm? não acha? 😉 …

    Como eu me lembro desse Loulé de outros tempos!!! mas afinal tudo isso foi apenas há uns anitos atrás … né? e o sr. Manuel Lopes? parece que ainda o estou vendo ali na loja … enfim!

    Um muito bom fim de semana e aquele abraço

  14. Palma, acabo de receber um “Emílio” com a paginação do catálogo com uma mariquice que vou mandar retirar… mais parece um convite para um casamento,rsrs. A exposição terá lugar dia 17 de Outubro… espero poder estar presente caso a mãe deixe. Devido a burrices de outros, perco uma semana a repintar cenas para o Teatro, daí a minha aflição para dia 9, ainda bem, em dia de meditação é mesmo para meditar,rsrs… Palma, olhe se fosse na manita direita?… o que me valeu é que couberam todos na esquerda,rsrs. Inté. L.F.

  15. descupe a intromissão, gostaria que me enviasse esta monografia, para meu e-mail

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *