Lugares da nossa infância……..

Trazemos hoje  à ” Louletania”  um pequeno filme produzido pelo nosso caro amigo Joaquim Leal onde podem ser vistas imagens de um Loulé de há umas gerações atrás sendo certo  que muitas das  construções ali retratadas já não existem.

É com alguma saudade que revejo aqui locais da minha infância. E mesmo que esse tenha sido um tempo bem cinzento  em váriados aspectos é sempre com alguma comoção que podemos voltar atrás no tempo  graças  a essa  descoberta com pouco mais de cem anos  e que se chama fotografia. Hoje  possuir uma máquina quetire 500 ou mais fotografias é coisa vulgar em relação ao tempo em que estas fotos que vamos ver foram obtidas.  Poucas pessoas se podiam gabar de possuir  uma «Kodak» como lhes chamavam naquela altura.

8 comentários a “Lugares da nossa infância……..

  1. Muito interessante este pequeno filme que nos trás à memória muitos dos lugares que conhecemos em crianças. Há alguns que não reconheci mas que talvez, se voltar a ver me possa lembrar. É por isso que devíamos deixar intactas certas zonas antigas das cidades (embora sabendo que é sempre difícil)porque com a sua destruição vão-se as memórias. O Jardim de S. Francisco é um exemplo. A Praça da República espero que não modernizem tanto que a gente deixe de saber se ainda está em Loulé ou noutra qualquer terra. Obrigado. Louletano de 1956.

  2. Bom dia Palma; como Loulé está mudada… à coisas que muito bem podiam ter sido preservadas, a Cidade em parte, e a pouco e pouco, vai ficando descaracterizada!… não sou contra o modernizar e se ter que ser, que o façam no interior das habitações deixando as fachadas tal e qual como estavam e que marcaram uma época, digo eu…\\\ felizardo do Leal que já tinha uma «Kodak» muitos tinham aquelas que saiam na farinha amparo, mesmo esses, para as conseguir, tinham que consumir a dita,rsrs. Por acaso a banda que acompanha as fotos é a nossa? Simples curiosidade. \\\ Estou por terras de África, mais por Angola… depois escrevo-lhe,rsrs. Inté. L.F.

  3. Boa tarde Luís Furtado: É bem verdade, como Loulé esta mudada. Estou completamente de acordo consigo. Não se pode descaracterizar as cidades sob pena de ficarmos sem passado e sem memorias. Modernizar, sim, porque o tempo não pára e temos de evoluir. Mas deitar abaixo só porque é velho e o bonito são os caixotes que a maioria das vezes vemos por aí, é que não. \\ Também já me tinha perguntado se a Banda é a nossa, ou se é gravação de uma outra banda, mas não fiz ainda a pergunta ao J. Leal. \\ Continue então pelas terras quentes de África porque aqui ainda está um leve fresquinho o que até e bom para as nossas moleirinhas. Abraço – Palma

  4. Gostei de ver estas imagens, sendo certo que algumas não conheci. Uma coisa que eu não gosto mesmo é da sigla do Loulé Concelho. Além de ser uma cópia, manhosa da EDP e ainda dumas peúgas quaisquer não suplanta nunca a antiga “Terra de Loulé”. P’ra melhor tudo bem mas para pior jamais. As fotografias são fotos de família do autor Snr.Joaquim Leol ?

  5. Essas fotos são documentos históricos já que grande parte de nós nem conheceu isso. Falo por mim que tenho 35. Gostei sinceramente.

  6. Mesmo sendo do século passado, apenas reconheço as mais óbvias … câmara, hospital,igrejas etc … etc … Ai Palma … o tempo, até neve nos nossos cabelos coloca lol …

  7. Joaninha , Tiago, Liliana, as fotos que fazem parte do filme transportam-nos a um passado não tão longínquo como parece. Houve mudanças como é óbvio. \\ Quanto à banda sonora segundo informação do Joaquim Leal trata-se da Banda Filarmónica do Açores- Soc. Recreativa Lajense e o tema tem por título ” Açores no Coração”. Palma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *