O Padre Nosso do Músico

Padre Nosso que organizais festas, santificado e bem pago seja o nosso trabalho, venham a nós os vossos convites e o respectivo arame, seja feita a vossa vontade tanto na igreja como no corêto, a remuneração de cada festa nos dai logo, perdoai-nos alguma nota desafinada ou algum toque falso, como nós vos perdoamos pedirdes abatimento no preço, não nos deixeis perder a embocadura nem firmeza na execução, livrai-nos dos ensaios, festas gratuitas e alvoradas.
Amem

 

(Publicado na Imprensa em 1939 )

Foto: Acordeonista . Ano (?)

Gentileza do nosso amigo Engº Luis Guerreiro

7 comentários a “O Padre Nosso do Músico

  1. Hoje com as medidas deste mau Governo os músicos estão cada vez mais com as tubas entupidas. E com um Secretário da Cultura como aquele então bem podemos todos tocar trombeta de cano baixo. Musico III

  2. Em 1939 eram as Bandas e os acordeonistas que animavam as festas religiosas ou outras.Para se queixarem assim desta maneira, devia ser bonito o cachet que recebiam.
    Balta

  3. Muito interessante a fotografia deste acordeonista com ar de galã dos anos 30. Seria de Loulé ?

  4. Adoro acordeão. Um instrumento maravilhoso. Não sei se sabem mas temos agora no Algarve uma geração de grandes acordeonistas. Bragaça 1

  5. Ó Senhor! Permite que todos os povos da terra obtenham acesso ao Paraíso de Tua Fé, de modo que nenhum ser criado permaneça além dos limites de Teu beneplácito.

  6. Oremos por todos os músicos que já partiram e pelos outros que nos dão a felicidade de os escutarmos em belas composições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *