O Teatro Amador no Algarve /anos 70

Na década de setenta do século passado, o Algarve era detentor de alguns bons grupos de teatro amador sendo de destacar o Grupo do “Teatro Lethes” dirigido pelo saudoso Dr. Campos Coroa e o “Grupo de Teatro do Centro Cultural dos Bombeiros Voluntários de Vila Real de Stº António”.

A peça “ O Mar” de Miguel Torga, é ainda nos dias de hoje, uma escolha de sucesso quando representada quer por profissionais ou por amadores por esse país fora. Foi essa mesma peça que em 1971 encantou o público da cidade fronteiriça de V. R. de Stº António. Em conversa com uma das actrizes que se destacava nessa altura no teatro daquela vila, a nossa amiga Jesuína Queirós, chegámos à conclusão que mesmo depois de muitos anos sem subir aos palco, como é o caso dela,o amor pela arte de Talma continua vivo sobretudo porque os amadores necessitam de muitas horas de sacrifício retiradas ao seu tempo de lazer, para que possam chegar ao palco com trabalho digno e receberem então e apenas, os aplausos do público.

Do espectaculo de que falamos aqui, dizia o Jornal o Século em 9.10.971 :

“ O Mar” de Miguel Torga, foi a peça estreia do Grupo Cénico do Centro Cultural dos Bombeiros Voluntários de V.R.S.Antº. E pode dizer-se que a estreia foi auspiciosa, pois os juvenis intervenientes puseram no desempenho dos seus papéis, o melhor de si próprios. Representada durante três noites consecutivas no Palco do Lusitano Futebol Clube, o “ Mar” com boa cenografia de de Benjamim Viegas e Orlandino Móia, com direcção cénica de Dorilo Seruca, teve a seguinte ficha artística, Jesuína Queiros, Branco Horta, Graça Santos, Dorilo Seruca,Sara Seruca,, José Toledo,Eduarda Santos, António Machado,Margarida Pinto, A. Maria Merca,Abel Belião e Nelson Mascarenhas. Sem desprimor para os restantes, sobressaíram no desempenho a estreante Jesuína Queirós no exaustivo papel da taberneira “ Mariana” e Dorilo Seruca no jovem e sonhador “ Domingos” – \

 

Palma

Foto: Representação da Peça “O Mar” com Jesuína Seruca em papel de destaque.

3 comentários a “O Teatro Amador no Algarve /anos 70

  1. Lembro-me de ter visto um espectáculo encenado pelo Dr. Coroa na Doca de Faro. Quanto ao Grupo de Vila Real acho também que assisti a um dos seus espectáculos mas sinceramente não tenho já presente qual. De qualquer maneira é bom recordar o que se fez por esse Algarve fora pelos amadores teatrais.
    Margarida

  2. Em Vila Real ainda parece que há um grupo de teatro mas o que é certo é que não aparece cá por estes lados. Será que está meio extinto ? Faro 22

  3. Preservar as tradições do teatro na cidade, é o objectivo do Festival de Teatro que decorre ao longo de todo o mês de Março em Vila Real de Santo António.
    O Festival de Teatro de Vila Real de Santo António traz até ao Centro Cultural António Aleixo bi-semanalmente peças de teatro, numa aposta em todas as vertentes cénicas com representações para todos os gostos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *