OUTUBRO DE ELEIÇÕES E DE CANÇÕES

O dia há-de nascer
Rasgar a escuridão
Fazer o sonho amanhecer
Ao som da canção
E então:
O amor há-de vencer
A alma libertar
Mil fogos ardem sem se ver
Na luz do nosso olhar
Na luz do nosso olhar
Um dia há-de se ouvir
O cântico final
Porque afinal falta cumprir
O amor a Portugal
O amor a Portugal!

7 comentários a “OUTUBRO DE ELEIÇÕES E DE CANÇÕES

  1. Em dia de escolher os que achamos melhores veio mesmo a calhar esta canção da Dulce Pontes. Linda mesmo. O amor é o único sentimento que pode salvar o Mundo.
    Um bom dia de votações. Milla

  2. Que bonito soa esta música na noite calma que se faz sentir. Tenho até a janela aberta com um bonito céu na minha frente. Certamente por essa Europa fora não terão esta possibilidade de ter um ameno clima numa altura que muita gente já se agasalhou.Uma boa noite e bons votos. Paul

  3. Palma; já tinha escrito algo e deu raia. No dia de hoje, só deve ser boicote,rsrs. Como se tem falado de poesia aqui deixo os meus “dotes”… Há muito boa gente, em quem se deva votar, vota vota, mas não votes, nos papelinhos de armar,rsrs.\\\ A “Ministra da Cultura” esteve cá, mais preocupada com o acessório, do que com o conteúdo. Falaremos depois. Inté. L.F.

  4. Luis: Em manhã de votos convem realmente não nos deixarmos caír em votos armados rsss.Cada cabeça sua sentença. E cada mão fará a cruzinha onde bem entender se bem que alguns depois levam com a cruzeta.\\ Estou a perceber alguma coisa do caso da« Ministra»não a da Saúde e da Educação mas a dos Acessórios rsss. Bom domingo –

  5. Muito bem escolhida esta canção da Dulce Pontes para este dia em que decidimos o futuro dos nossos lugares, sitios, aldeias, vilas e cidades.

  6. É com muita pena que aqui digo que gostaria de ver Vairinhos à frente dos destinos de Loulé. Os seus anos de Presidente foram gloriosos para uma terra tão pequena. FilÓ

  7. O Vairinhos não conseguiu ultrapassar o muro que tinha pela frente construído ao longo de 8 anos. Mas no Algarve e no País o PS obteve a maioria dos votos e o número de mandatos. É um verdadeiro campeão. Conseguiu até vencer em autarquias governadas desde o 25 de Abril pelo mesmo partido. E depois, Lisboa é a vitoria das vitórias. Governar Lisboa é quase tão dificil como governar o país. Honra aos vencedores e os meus respeitos pelos que não venceram.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *