Por terras de Vila Velha do Rodão

Numa curta visita a familiares residentes na Beira Baixa, algures no concelho de Vila Velha do Rodão, fiquei agradavelmente surpreendido quando de um passeio na tarde de quinta-feira ao Castelo de Rodão , ou melhor dizendo, à sua torre-atalaia, de forma quadrangular, erguida provavelmente pelos Templários . Dali se disfruta uma vista assombrosa sobre o Rio Tejo, que uns quilómetros antes faz a sua entrada triunfal em terras de Portugal, podendo passar-se naquele local uma tarde agradável entre as urzes dos campos e o cantar dos pássaros que alegremente saudam a Primavera.

“A Câmara Municipal continuando o esforço em melhorar os espaços existentes, apostou na valorização da área envolvente ao Castelo de Ródão e da Capela Nossa Sra do Castelo. Assim, restaurou todo o património histórico existente e, igualmente, tirou partido das potencialidades naturais e paisagísticos do local. Da intervenção resultaram melhores acessos; uma área de recepção com estacionamento para 8 a 10 viaturas; um adro pavimentado com pedra da região; um miradouro natural sob a forma de plataforma arrelvada; uma zona de merendas prevendo instalações sanitárias, mobiliário apropriado e recolha de lixo; uma rampa de acesso ao Castelo; um recinto muralhado destinado à recepção de visitantes; zonas de circulação viária e pedonal; uma estrutura metálica a sul do recinto muralhado que funciona como miradouro e um caminho em torno da muralha até ao miradouro.
Neste momento toda esta zona histórica está em óptimas condições de ser visitada tratando-se de um belo cartão de visita do concelho de Vila Velha de Ródão. “

Fonte: Site da CM de Vila Velha

Fotos: Palma -Louletania

8 comentários a “Por terras de Vila Velha do Rodão

  1. Quem passa a Vila Velha do Rodão por sobre a ponte pode observar uma paisagem lindissima chamada (As Portas do Rodão ). O Rio Tejo passa entre dois montes tornando a paisagem
    uma coisa para não esquecer. Minna

  2. Aí está uma terra que merece uma paragem para apreciar as suas belezas naturais. Estive nesse lugar há uns anos, antes das obras que agora já estão terminadas. Vale a pena sentarmo-nos nesse miradouro por algum tempo e sentir a força da natureza. Ideal para quem está sem forças para recomeçar a vida. Tittus

  3. Já que estão falando do meu Distrito – Castelo Branco fica por aqui esta canção dedicada à minha Beira cujo autor desconheço.

    Oh Castelo Branco, Castelo Branco
    Mirando o cimo da serra
    Ai, mirando o cimo da serra!

    Ai. quem nasceu lá em Castelo Branco,
    Nao é feliz noutra terra
    Ai, mirando o cimo da serra…

    Eu nasci na beira, sou homem pequeno
    sou como o granito bem rijo e moreno!
    Eu nasci na beira, sou homem pequeno
    sou como o granito bem rijo e moreno!

    la la la la laaaa laaaa
    Meu bem quem me dera, lá nos altos montes,
    andar ao sol todo o dia
    Ai, andar ao sol todo o dia…
    Beber água fresca lá pelas fontes
    Cantar como a cotovia
    Ai, andar ao sol todo o dia

    Coração da serra não ama a cidade
    Só na sua terra se sente à vontade
    Eu nasci na beira, sou homem pequeno
    Sou como o granito, bem rijo e moreno

    la la la la laaa

  4. Os ladrões não desistem e até o fossil dos Perais foi levado certamente durante a noite já que não seria muito dificil no lugar onde se encontrava. É o caso do Tronco Fóssil dos Perais. É um grande fragmento de tronco petrificado, mede 1 metro de diâmetro e tem uma idade superior a 5 milhões de anos. Foi identificado pelos paleobotânicos como Annonoxylon teixeirae, uma espécie de anoneira encontrada pela primeira vez em Portugal. Quem souber do seu paradeiro é favor contactar as autoridades.

  5. É natural que a ladroagem o tenha levado para terras de Espanha que ficam ali a meia dúzia quilómetros. É fácil de levar e muito dificil de descobrir. Certamente alguma casa senhorial espanhola o deve exibir num seu jardim, quem sabe ?

  6. Caros amigos muito obrigado por entrarem nesta viagem a Vila Velha do Rodão que é sempre um lugar de belo contacto com a Natureza. Boa semana. Palma

  7. Agora que a Páscoa já passou desejo-vos um bom Abril. E Viva Vila Velha do Ródão onde tenho dois amigos do coração.

  8. Olá Palma
    Vim aqui parar pq tenho alerta no Google para Fratel e apareceu-me a sua visita à estação de Fratel que é a minha terra. Mas como trabalhei em Faro de 1985 a 1087 na PT e tenho uns metros cúbicos em Pedras d’el Rei vou aí abaixo de vez em quando ( lá passo na Ribeira do Cadoiço, não é ? Belo nome para a peça de teatro ) e conheço algumas pessoas em Loulé. E até já visitei a mina de sal gema aí por baixo dos vossos pés. Pode dizer-me qual a terra dos seus familiares na Beira ? Se for ali pelos lados de Fratel, às tantas até os conheço !
    Estou a escrever de Lisboa, onde normalmente estou mas vou à Beira com regularidade. Pode responder para o mail, claro.
    Cumprimentos.
    António Belo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *