Quando íamos tirar o retrato

Durante décadas os estúdios de fotografia funcionaram em espaços com grandes janelas e claraboias, geralmente no último andar dos edifícios, para que os fotógrafos pudessem captar melhor a luz natural. Só quando surgiram os flashes – O de magnésio é de 1910 -, tornou-se possível captar imagens em ambientes mais escuros ou em dias de mau tempo.

Muitos de nós recordam certamente de se terem deslocado a um desses Estúdios num determinado dia de aniversário ou mesmo da comunhão, para tirar o «Retrato» como recordação da data, já que além da qualidade obtida ser geralmente boa, as máquinas fotográficas portáteis eram muito escassas ao contrário dos dias de hoje.

Há um facto que os nossos olhos não esqueceram. Os fotógrafos de então ajeitavam os vestidos das meninas cuidadosamente, compunham a cena com objectos como tapetes, vasos com flores e até com pequenos cenários onde estavam pintados cortinados de palacete e janelas viradas para jardins imaginários.

Em Loulé, num passado não muito distante existiram estúdios fotográficos dos quais muitos se lembrarão. A “ Foto Arte” de Brito Santos, “ Estúdio Guerreirinha” e “ Estúdio Carvalho “ .

A evolução na fotografia foi enorme nas duas últimas décadas. A foto digital a que qualquer pessoa hoje tem acesso através de milhentas marcas e modelos à venda em qualquer loja da especialidade é uma realidade nunca imaginada há uns anos atrás. E com a ajuda de um computador então, desde que se tenha paciência e sensibilidade para esta arte, conseguem-se obter trabalhos fotográficos de grande qualidade.

De vez enquando é bom dar uma olhadela aos nossos «retratos» de quando éramos crianças. Alguns não deixam de ser ainda obras de arte, apesar da distância que os separa dos tempos da fotografia digital.

 

Foto : “Estúdio Idalino “ – 1962

 

5 comentários a “Quando íamos tirar o retrato

  1. Poucos serão os que nunca entraram num desses Estúdios para tirar uma foto. Guardo religiosamente tres delas.

  2. Eheheheh nem me fale … não conseguia ficar sossegada … e já foi no século passado, meu caro Palma . Abraço 🙂

  3. Liliana….e eu só me dava para rir…..uma parvoice pegada….rsssss.Nas naquelas idades em que q gente ri de tudo…..e eu era desses. Calculo como a senhora que tirava as fotos ficaria…depois de váias tentativas.

  4. E eu não tive a sorte de tirar uma dessas fotografias. Só quando fui para Liceu. Gostaria hoje de ter uma recordação dessa altura. Mas nunca ninguém me levou a um desses fotógrafos. Sousa

  5. Olha que linda surpresa! A alegria que era ir tirar a fotografia com vestidinho e sapatinhos novos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *