QUEM TERÁ SIDO A TI ANICA DE LOULÉ ?

untitledkuiokililki campones alarvia 1 TASCA-FARENSE-ANOS-50...

Personagem cantado em cantiga popular há muitos e muitos anos por todo o país, muitos são os que perguntam quem foi afinal esta mulher cujo único elemento que todos julgamos saber é que seria uma mulher do Povo. Pelo que nos parece pouco foi estudado até hoje acerca desta figura tão popular que Portugal canta nas suas festas e romarias.

Nos “Quadros de Loulé antigo” de autoria de Pedro de Freitas encontrámos a fls. 60 daquele livro o seguinte: “ Divulgada já por toda a parte, ela está enxertada em estacas estranhas. Todavia continua fiel a si mesmo, pelo que “ Ti Anica” há-de ser sempre louletana.

Já a vimos numa alegoria interessante: – na Feira Popular, em Lisboa, pelo ano de 1951, a um recanto, uma baiuca, um balcão e lá estava ela, velha simpática, aspecto ladino, baixa, de óculos pretos à pont do nariz, um tanto sorridente fazendo as honras à sua típica tabernazinha.

Por essa imagem de reclame fez a CML um ofício à Comissão da Feira, na persuação de que ela se teria baseado em qualquer documento antigo onde pudesse afirmar tratar-se de um motivo oriundo de Loulé. Nada oficialmente averiguado, porém.A Comissão limita-se a responder que tinha evocado, apenas, a lenda que corria.

Em 1954 sou solicitado pelo Dr. J. Rumina idóneo sesimbrense, para que informasse sobre a origem da Ti Anica de Loulé. Respondo num artigo publicado no jornal de Tavira, Povo Algarvio, nº 1049, de 15 de Agosto, onde em resumo, faço correr o que ouvi aos meus avós.

Que “ Ti Anica de Loulé” era uma versão que já corria talvez há uns dois séculos e que teria tido o seu início pelos Santos Populares – Stº António, S. João e S. Pedro.

Que teria havido uma velha de nome Anica, rapioqueira, popular, proprietária de alguma taberna onde os devotos dos «copinhos de aguardente »e dos « decilitro de vinho», sempre assíduos à taberna e à taberneira, com ela por ocasião dos bailes populares, promovessem danças alegres e vibrantes,e a tais pontos, que a moda entrou na vontade do povo e tomou raízes.

E porque a acção dançarina era na época dos folguedos populares, alguém a musicou – se não mesmo saíu espontânea dos próprios dançarinos, desse povo anónimo que é sempre o grande compositor …..”

 

Fonte: “ Quadros de Loulé Antigo” de Pedro de Freitas – Fotos : Net –

8 comentários a “QUEM TERÁ SIDO A TI ANICA DE LOULÉ ?

  1. Já tenho pensado nisso. Quem seria essa mulher tão cantada em Portugal inteiro ? Elza

  2. Seria interessante que se fizessem mais estudos sobre essa figura tão típica louletana. Paulo

  3. Penso que a questão é mais profunda. Seria essa figura tão conhecida de Loulé,da Fuseta ou de Alportel??

    As quadras não são claras, não sendo minha pretensão tirar-lhe a Naturalidade, seria interessante explorar ao máximo esta figura popular.

    Tia Anica, tia Anica,
    Tia Anica de Loulé
    A quem deixaria ela
    A caixinha do rapé? [Bis]

    Olé, olá
    Esta vida não está má ,
    Olá, olé
    Tia Anica de Loulé .

    Tia Anica, tia Anica,
    Tia Anica da Fuseta,
    A quem deixaria ela
    A barra da saia preta?

    Tia Anica, tia Anica,
    Tia Anica de Alportel,
    A quem deixaria ela
    A barra do seu mantel?

  4. Deve ter existido uma mulher a quem chamavam Tia Anica e que certamente tinha algio de muito peculiar. Mas quem seria ?

  5. Se se esqueceram da letra desta canção popular aqui está ela:

    A
    Tia Anica, tia Anica,
    E7
    Tia Anica de Loulé ,
    A quem deixaria ela
    A
    A caixinha do rapé? [Bis]

    [Refrão=]
    A E7
    Olé, olá ,
    A
    Esta vida não está má ,
    E7
    Olá, olé ,
    A
    Tia Anica de Loulé .

    Tia Anica, tia Anica,
    Tia Anica da Fuseta,
    A quem deixaria ela
    A barra da saia preta?

    [Refrão]

    Tia Anica, tia Anica,
    Tia Anica de Alportel,
    A quem deixaria ela
    A barra do seu mantel?

    [Refrão]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *