Turismo – Algarve – o abandono dos campos em busca de melhores dias.

Anos 50:

A maioria da população portuguesa trabalhava na agricultura e nas pescas pois a industria ainda era pouco importante e os que trabalhavam nos serviços eram uma minoria.

O nosso país era atrasado e pobre.Mais de metade da população vivia e trabalhava no campo, aldeias e pequenas vilas:

  • Produziam pouco com meios antiquados;
  • Usavam poucas máquinas;
  • Não tinham regadios;
  • Utilizavam carros de bois;
  • Os tractores eram raros;
  • Ceifava-se o cereal á mão;
  • Cavava-se a terra com a enchada.

Anos 60…….uma mina para o tal país pobre e muito atrasado :

O Turismo foi uma das grandes revoluções em Portugal. Nos anos 60 os estrangeiros do Norte da Europa descobriram Portugal, o sol, o mar, e as praias.

Em 10 ou 20 anos foram dezenas de milhões de turistas que vieram a Portugal, fizeram-se Hotéis, Restaurantes, Aldeias e Urbanizações.

O Algarve Turístico começou então, milhares de agricultores deixaram o campo para se dedicarem ao turismo.

O turismo interno desenvolveu-se também nesta altura: Os poucos Portugueses que faziam férias fora de casa começaram a procurar as praias do sul. Em poucos anos o Algarve transformou-se no destino turistico das massas.

  • Aqui deixamos dois belos cartazes idealizados para cativar visitantes para a nossa província algarvia, um dos princípios da década de e outro já de uma época em que o Algarve já andava nas bocas do Mundo.
  • (Fonte: – Sites Restos de Colecção e Emprego retrato social \ Portugal )

4 comentários a “Turismo – Algarve – o abandono dos campos em busca de melhores dias.

  1. Ainda me recordo da construção do Hotel D. Filipa em Vale do Lobo……era um deserto…..e o Hotel na altura era um sonho para muita gente. Mello

  2. Que belos cartazes esses de propaganda ao Algarve. Mereciam dois belos posters. Alberto

  3. É preciso que os politico actuais não deixem o Algarve caír. É que já somos a provicncia com maism desempregados. E não merecemos pois o Estado vem aqui buscar fortunas em impostos.

  4. Já sei que cortaram mais uma ponte, esta a do Carnaval. Eles odeiam a nossa Provincia ? Saberão eles que os milhares de pessoas que cá se deslocariam fariam despesa em montantes que para muito comercio e industria hoteleira seria uma grande ajuda ? Saberão eles ???? Burros !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *