Um autógrafo do Aleixo

Autógrafo de A. Aleixo ao Professor Magalhães

Aleixo

António Aleixo continua a ser, 64 anos após a sua morte, um dos maiores poetas populares

deste país. Com poucos « estudos», pois aprendeu a ler e a escrever aos vinte anos quando do cumprimento do serviço militar, jamais alguém pensou dos que o conheciam, que um dia a sua obra seria estudada em diversas universidades além fronteiras.

“Poeta iluminado pela forma rara e genial com que trabalhava os motes, partindo depois para quadras técnicamente irrepreensíveis; poeta repentista devido ao modo fulminante como concebia os seus versos…..António Aleixo deixou uma obra curta, nítida e enigmáticamente descompensada do prestígio que hoje tem e que nem a entrada noutro século, e em outro milénio, parecem poder ou sequer querer apagar “ (In A.Aleixo o Poeta do Povo de autoria de António de Sousa Duarte.)

E por hoje não nos queremos alongar mais sobre a vida deste grande poeta algarvio mas sim mostrar aos admiradores do mesmo, um dos raros autógrafos existentes, dedicados pelo poeta ao Dr. Joaquim Magalhães, Professor liceal durante décadas e um dos homens responsáveis por dar a conhecer, primeiro aos louletanos, e depois…. ao resto do país,

a obra do Poeta do Povo.

 

Imagem: Gentilmente cedida por Luis Guerreiro –

4 comentários a “Um autógrafo do Aleixo

  1. Como é que alguém que apenas aprendeu a ler e a escrever pode deixar uma obra tão profunda na literatura portuguesa ? Fantástico.

  2. Só a Arte tem o poder
    De a todos nós transmitir
    O que todos podem ver
    Mas poucos sabem sentir

    Dom de artista tem quem cria
    Obras de arte: esse é artista
    Como não é quem copia
    Aquilo que tem á vista

    Nada direi, mas enfim
    Vou ter grande alegria
    De a Arte dizer por mim
    Tudo quanto eu vos diria

    Mágoas descritas em verso
    Quando nascem de almas sãs
    Percorrem todo o universo
    Falando ás almas irmãs

    Algumas quadras que encontrei da obra deste grande algarvio.
    Na música tal encanto
    Eu encontro, que, a meu ver
    Só o amor dirá tanto
    Quanto ela sabe dizer

    Nas muitas quadras que canto
    Procuro mas não consigo
    Uma só que diga tanto
    Como em todas elas digo

  3. ola;eu so Joselito moro no brazil.au fazer uma pesquisa descobrir o garoto de voz de ouro.o menino que sofreu tanto na vida quando criança.mais adepois se ergiu com ajuda do padastro que teve.olha ele teve uma grande oportunidade.da qual eu não tive pois foi criado pelo mundo cem mae e cem pai cem parente.o mundo foi o meu provesor.eu aprendir a le lendo jornais e revista.na época eu era jornaleiro.as nossas estória são muito parecida so que o meu charar.e como se chama aqui no brasil duas pessoas que tem o mesmo nome.o meu charar feis sucesos air na espanha e u aqui no brazil não fis grandes sucesos.porque não tive o pai que ele teve.porico eu so um grande ademirador.deste artista maravilhoso.que deus lhi abençoe poronde ele andar.Ass;joselito bispo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *