UMA MÃO CHEIA DE AMIGOS

Vairinhos_Teste02comiciosdsc00717

UMA MÃO CHEIA DE AMIGOS !

Entrámos há pouco no último dia da campanha eleitoral para as Eleições Autárquicas 2009.

Assim, e porque “Louletania” apesar de ser um blog com características diferentes de outros ( por sinal muito bons) da nossa praça, não quer deixar de dar uma palavra de esperança a «uma mão cheia de amigos » que se apresenta a estas eleições e que julgamos serem as pessoas certas para os próximos quatro anos sem desprimor para outros louletanos que estão na corrida.

E é de justiça que se diga aqui, que o candidato e meu caro amigo, JOAQUIM VAIRINHOS tal como foi VÍTOR ALEIXO, não é um candidato qualquer. Basta olhar à nossa volta e ver por todo o concelho a obra efectuada por ele à frente de uma grande equipa, ao longo dos anos que governou a TERRA DE LOULÉ.

Depois existem outros amigos como o Professor António Almeida, que se candidata à Junta de F. de S. Sebastião e que ao longo destes quatro anos tem sido incansável em aconselhar, referir, alertar e dar ideias para a sua Freguesia. O Pedro Oliveira, por demais conhecido, pois já leva alguns anos à frente dos destinos de S. Clemente. A Jamila Madeira filha de um outro amigo de longa data o Dr. Luís Filipe Madeira, filho de Alte e que cedo se dedicou à carreira politica honrando desde há muito a Democracia Louletana, e outros mais que integram as listas.

Dia 11 lá estaremos para dar o nosso contibuto para a vitória «desta mão cheia de amigos».

16 comentários a “UMA MÃO CHEIA DE AMIGOS

  1. Está se aproximando o dia da escolha destas últimas eleições 2009. A campanha está viva e já aprendemos a fazer menos barulho como se fazia dantes. Dias inteiros de uma baralhureira ensurdecedora. Os tempos vão ensinando. Eu acredito em JVairinhos. Se ganhar acho que é uma salutar mudança já que há um cansaço visível.

  2. Altino: Penso, segundo vi no Calçadão de Quarteira, que haverá um comicio de encerramento da campanha em Loulé às 20Hoo junto à sede na Avª Costa Mealha e outro em Quarteira às 21H30. De qualquer modo é melhor informar-se com alguém da organização.

  3. Viva Palma; e porque amanhã é Sábado, é dia, para voz Louletanos, reflectirem em quem bão botar para mais 4 anos… reflictam bem e botem de acordo com a vossa consciência elegendo os melhores, são os meus desejos. \\\ Hoje é dia de dar os últimos retoques no Teatro, chegou ao fim,uff… amanhã começo a preparar os quadros para a exposição. Quem irá inaugura-la? Segunda logo se saberá,rsrs. PS; com que então apanhou-me de costas… malandrice. Inté. L.F.

  4. Luis: Estamos quase em entrar em reflexão embora por aqui não seja necessario..rss. \\Finalmente chegou também o dia aí dos últimos retoques. E que tal ficaram ? Quantos cenários ao todo ? \\ Quanto à Exposição a ver vamos…….\\\ Então e a foto está do agrado aí do pessoal da casa ? Ou podia tere ficado mais favorecido rsss. Abraço – Palma

  5. #
    manel permalink

    Please Note: Your comment is awaiting moderation.

    Estas eleições louletanas
    Têm muitos candidatos
    Mas nem todos têm bom gosto
    No modo de vestir os fatos

    Mas isso não é coisa importante
    Cada qual à sua maneira
    Pode fazer muito pela terra
    Sem meter na algibeira.

    De todos os bons candidatos
    Que mostram o seu saber
    Eu escolho o Prof.. Vairinhos
    Foi ele que me ensinou a ler

    E embora apenas tenha
    A Primária como instrução
    A escolha do Prof. Vairinhos
    É melhor que uma lição

    E assim mando os parabéns
    Para todos os candidatos
    Por terem sabido conviver
    Tanto tempo sem desacatos

    Manel – Poeta de fim de semana –

  6. Espero que o Candidato Vairinhos seja o ganhador destas eleições na sua Terra. O seu excelente trabalho feito há uns anos atrás dão-nos a garantia de que com ele o Concelho estará bem entregue.

  7. Joaquim Vairinhos é o candidato esperado há tanto tempo. Será que muitos dos eleitores já se esqueceram do grato tempo em que governou sem amarras, sem ameaças, em suma em DEMOCRACIA ?

  8. Para o meu querido amigo Joaquim Vairinhos lembrei-me deste poema de Miguel Torga, um poeta que eu sei que admira:

    Livre não sou, que nem a própria vida
    Mo consente.
    Mas a minha aguerrida
    Teimosia
    É quebrar dia a dia
    Um grilhão da corrente.

    Livre não sou, mas quero a liberdade.
    Trago-a dentro de mim como um destino.
    E vão lá desdizer o sonho do menino
    Que se afogou e flutua
    Entre nenúfares de serenidade
    Depois de ter a lua!

    Miguel Torga, in ‘Cântico do
    Homem’

    Isabel das Rosas

  9. Por estarmos num tempo em que a palavra Liberdade é sem sombra de dúvida o símbolo deste tempo de lutas por ideais e ideias deixo-vos aqui com a vossa licença este poema dedicado à Liberdade e que acho lindissimo.
    …………………………
    Ser livre é querer ir e ter um rumo
    e ir sem medo,
    mesmo que sejam vãos os passos.
    É pensar e logo
    transformar o fumo
    do pensamento em braços.
    É não ter pão nem vinho,
    só ver portas fechadas e pessoas hostis
    e arrancar teimosamente do caminho
    sonhos de sol
    com fúrias de raiz.
    É estar atado,amordaçado,em sangue,exausto
    e,mesmo assim,
    só de pensar gritar
    gritar
    e só de pensar ir
    ir e chegar ao fim.

    De Armindo Rodrigues

  10. Além onde começa a manhã de domingo há uma claridade que nos leva a pensar que chegamos lá. Ao cimo. Ao lugar onde. Valeu a pena tantas palavras que não foram em vão. Assim seja.

  11. Numa página de poesia como esta que está acontecendo em tempo de reflexão, não poderia faltar aqui o grande Ary:
    ººººººººº
    Fecham-se os dedos donde corre a esperança,
    Toldam-se os olhos donde corre a vida.
    Porquê esperar, porquê, se não se alcança
    Mais do que a angústia que nos é devida?

    Antes aproveitar a nossa herança
    De intenções e palavras proibidas.
    Antes rirmos do anjo, cuja lança
    Nos expulsa da terra prometida.

    Antes sofrer a raiva e o sarcasmo,
    Antes o olhar que peca, a mão que rouba,
    O gesto que estrangula, a voz que grita.

    Antes viver do que morrer no pasmo
    Do nada que nos surge e nos devora,
    Do monstro que inventámos e nos fita.

    José Carlos Ary

  12. Grande e eterno ARY ! Palma …
    na sequência .. e porque a Cravo hoje me perguntou pelo silêncio … a que eu chamo dos culpados … Um abraço

    Primeiro vieram …

    Primeiro vieram prender os judeus

    E eu não levantei minha voz

    Porque não era judeu.

    Depois vieram prender os comunistas

    E eu não levantei minha voz

    Porque não era comunista.

    Depois vieram prender os homossexuais

    E eu nao levantei minha voz

    Porque nao era homossexual.

    Depois vieram prender os sindicalistas

    E eu não levantei minha voz

    Porque não era sindicalista.

    Depois vieram prender-me

    E já não havia mais ninguém

    Que levantasse a voz por mim.

    (Martin Niemöller )

    Votem bem … em consciência 🙂 e bom Domingo a todos.

  13. Obrigado a Lila e à Cravo. Dois gandes poetas portugueses. Ary e Alegre. Nestas horas que antecedem uma votação importante para o Portugal de hoje sabe bem escutar boa poesia. Um abraço e um bom domingo. Palma

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *